Vaca, já morta após ser cortada viva. (Foto: Divulgação/Asilo São Vicente de Paula)

Vaca prenha têm carne arrancada ainda viva por criminoso em Joaquim Távora, PR

Na noite de quarta-feira (13) por volta das 23h15, através de uma denúncia anônima de que um rapaz chamado Edi, que mora na associação da Asa Branca, iria matar a vaca pertencente ao Asilo São Vicente de Paula de Joaquim Távora (PR) na madrugada e que a carne do animal seria levada para Carlópolis (PR) para um possível pagamento de dívida de drogas. Ao receber a denúncia os dirigentes do Asilo foram procurar a Polícia Militar.

Antes mesmo de chegar até a PM, a notícia veio de um vizinho de que a vaca estava em gritos no pasto. Pessoas começaram a chegar no local, quando dois rapazes fugiram levando a faca e uma parte de carne dianteira da vaca. A parte da carne foi retirada do animal ainda vivo.

A ousadia do responsável por tamanha brutalidade foi tanta que ele fugiu, deu a volta no pasto, saiu em frente ao Asilo e foi até o local em que vaca estava, como se nada tivesse acontecido.

Ao ser indagado por policiais, entrou em contradição falando que chegou descalço, porém seu chinelo foi encontrado há alguns metros do local onde a vaca estava morta. Assim, ficando claro que ele havia estado no local. Também tentou esconder o sangue das mãos.

Chinelo do suspeito deixado próximo ao local do crime. (Divulgação/Márcio/Via WhatsApp)
Chinelo do suspeito deixado próximo ao local do crime. (Divulgação/Márcio/Via WhatsApp)
Suspeito detido pela PM. (Divulgação/Márcio/Via WhatsApp)
Suspeito detido pela PM. (Divulgação/Márcio/Via WhatsApp)

Os PMs agiram rápido e o levaram para a delegacia onde permanece preso.

Além de tamanha brutalidade da vaca ser cortada a parte dianteira viva, ela estava prenha. O bezerro foi retirado da barriga já sem vida e todo formado faltando apenas a pelagem.

“Tudo isso foi desumano. A justiça será feita. Que Deus possa estar perdoando essas pessoas e que um dia se arrependam de tudo isso. Ajudar ao Próximo é Ajudar a si mesmo. Ferir ao Próximo é ferir a si mesmo.

A equipe de diretores, funcionários e amigos do Asilo São Vicente de Paulo termina o dia de hoje com sentimento de tristeza e esperança de que esse tipo de pessoa tenha mais amor no coração.”

Vaca, já morta após ser cortada viva. (Divulgação/Asilo São Vicente de Paula)
Vaca, já morta após ser cortada viva. (Divulgação/Asilo São Vicente de Paula)
Vaca, já morta após ser cortada viva. (Divulgação/Asilo São Vicente de Paula)
Vaca, já morta após ser cortada viva. (Divulgação/Asilo São Vicente de Paula)

Fonte: Assis News

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.