Veganismo ganha espaço e tem até fast-food no Vale do Paraíba, SP

Veganismo ganha espaço e tem até fast-food no Vale do Paraíba, SP

Por Daniela Santos

 

Ainda desconhecido pelo grande público, o veganismo ganha adeptos na região. Na RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba, SP), as opções gastronômicas para os veganos estão aumentando. Em Taubaté, por exemplo, há o único fast-food vegano do país.

De acordo com a proprietária do restaurante Atma Veg, Michelle Peçanha, em dois anos de funcionamento, a procura tem aumentado consideravelmente.

“Várias pessoas da capital e, até mesmo estrangeiros, vêm procurar nosso serviço. E temos uma preocupação com o preço também. Nossas refeições variam de R$ 8 a R$ 22”, contou.

A confeiteira Paula Flório também mudou seus hábitos por amor aos bichinhos. Ela foi responsável por um restaurante 100% vegano por dois anos, mas percebeu que podia fazer mais por esta classe e foi aí que resolveu dar aulas de consultoria para aqueles que não são adeptos.

“Hoje dou consultoria para restaurantes, cantinas de escola e hotéis. Ensino receitas veganas. Faço isso por amor aos animais. É uma expressão de paz e é urgente”, desabafa.

Mas, afinal de contas, o que é o veganismo? Trata-se de um modo de vida que vai além da questão alimentar. Os adeptos não usufruem de nenhum elemento que seja derivado de animais ou que tenham sido testados nos bichos.

Douglas Ribeiro, membro de um grupo vegano chamado ‘Camaleão’, em São José, afirma que a opção é a priorização dos direitos dos animais. A ONG realiza palestras e ações educativas para conscientizar pessoas ao hábito.

“Camaleão é sinônimo de mudança. Abordamos o assunto desde as crianças até adultos. [O veganismo] não é uma dieta. É importante frisar que nós abolimos toda e qualquer prática contra os animais”.

Saúde

Não consumir alimentos como carnes, ovos, leites pode parecer, para muitos, um hábito maléfico para a saúde.

Mas a nutricionista Fabíola Nejar garante que é possível ter uma vida saudável mesmo excluindo esses alimentos do cardápio. “O segredo é o equilíbrio. Os veganos se alimentam da proteína vegetal, castanhas leguminosas, o que é muito importante e não ficam carentes de vitaminas”, concluiu.

Fonte: O Vale

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.