Veja a mudança radical de cadela que ia ser comida após ser adotada por família

Veja a mudança radical de cadela que ia ser comida após ser adotada por família
Fotos: Reprodução Internet

Em meio ano, a vida de uma cadela mudou por completo. Esta golden retriever estava a ser criada numa ‘fábrica de carne’, na Coreia do Sul, mas teve a sorte de ser adotada por uma família norte-americana.

E é a nova dona, que assina como Daisyintheair no Reddit, quem conta como tudo aconteceu.

A jovem queria adotar um cão e a irmã, que acompanha a Humane Society International (HSI), mostrou-lhe que a organização tinha acabado de conseguir encerrar uma ‘fábrica de carne’ (neste caso, para carne de cão).

Ao ver as fotos, Daisyintheair ficou chocada e comovida com as imagens de uma golden retriever acorrentada e… sozinha.

“A expressão triste, com a pesada corrente a asfixiar-lhe o pescoço, a cauda entre as patas quase a abanar de alegria por alguém a estar a salvar… A ideia de que ela estava à espera para ser massacrada chocou-me e sabia que esta cadela era a minha. Era a única coisa em que conseguia pensar”, revelou.

E assim começou a transformação de Harper, o nome escolhido por Daisyintheair para a golden retriever.

Só que a cadela, que teria cerca de 1 ano de idade, ficou num abrigo da HSI até que os peritos aferissem se poderia ser adotada. Quando tal acontecesse, seria adotada pelo primeiro interessado que se manifestasse.

“Preenchi a papelada e durante uma semana não conseguia tirar os olhos do site”, acrescentou a jovem: “Finalmente, numa sexta-feira, a foto dela apareceu e nós fomos os primeiros a chegar ao abrigo”.

Harper estava “extremamente arrepiada e assustada”, sem saber o que o futuro lhe tinha reservado: “A pelagem estava dura, nada habitual num golden retriever. Apesar do banho, continuava a tresandar, por causa das más condições em que vivia, mas nenhuma desses pormenores me importou. Eu sabia que era a minha cadela”.

Mais problemas surgiram para Harper quando chegou a casa: barulhos, pessoas, carros, água, aspiradores e até espanadoras… Só com o tempo é que os medos foram passando e agora “ela adora saltar para o carro, pois sabe que vai passear”.

“Ela tem muita personalidade e amor para dar, até custa a crer que o destino dela era acabar na mesa de alguém”, concluiu uma humana muito feliz.

eua_mudanca_cadela_ia_comida_adotada_familia_2 eua_mudanca_cadela_ia_comida_adotada_familia_3 eua_mudanca_cadela_ia_comida_adotada_familia_4 eua_mudanca_cadela_ia_comida_adotada_familia_5 eua_mudanca_cadela_ia_comida_adotada_familia_6 eua_mudanca_cadela_ia_comida_adotada_familia_7 eua_mudanca_cadela_ia_comida_adotada_familia_8 eua_mudanca_cadela_ia_comida_adotada_familia_9 eua_mudanca_cadela_ia_comida_adotada_familia_10 eua_mudanca_cadela_ia_comida_adotada_familia_11

Por João Miguel Ribeiro

Fonte: PT Jornal 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.