RS portoalegre cao chute vereador

Vereador é agredido após morte de cão por chute em Porto Alegre, RS

Por Samantha Klein

O vereador Rodrigo Maroni (PR) registrou ocorrência policial, nesta segunda-feira, após ser agredido pelo comerciante supostamente responsável pela morte de um cão yorkshire, no sábado passado, em Porto Alegre. Conforme o político, ele foi agredido, na manhã de hoje, ao conversar com moradores da rua São Luís, no bairro Santana, onde o caso foi registrado, no fim de semana.

O comerciante, proprietário da transportadora Guarda Móveis, se exaltou quando viu Maroni nas proximidades do estabelecimento dele e chamou outros homens, presentes ao local. O vereador, que é defensor da causa animal, relata que recebeu socos, chutes e ameaças de morte por parte do grupo. “Eram 16 caras, incluindo o filho dele muito exaltado, me bateram na cabeça com o capacete, me chutaram. Além disso, me ameaçaram de morte”, sustenta.

O parlamentar foi ao local para obter provas de que o acusado de matar o cão desferiu chutes que o levaram o animal a óbito. Maroni pretendia gravar vídeos e apresentar o material ao delegado que assumiu o caso.

Moradores do bairro realizaram um protesto, na tarde desse domingo, após a morte do cão, que atendia pelo nome de Théo. Segundo a dona dele, Isabel Maciel, o animal foi chutado após ter feito xixi em frente ao estabelecimento. O delegado Adilson Carrazzoni entende que a agressão contra o animal foi desproporcional. Ele segue ouvindo testemunhas para finalizar o inquérito.

Uma nova manifestação está prevista para o próximo fim de semana. O objetivo é pressionar pela punição do comerciante.

Fonte: Rádio Guaíba / Felipe Vieira

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.