Vereador quer acabar com pesca na praia de Santos, SP

Vereador quer acabar com pesca na praia de Santos, SP
Foto de raias mortas em Santos viralizou no início de fevereiro nas redes sociais. Foto: Instituto Gremar

O vereador Benedito Furtado (PSB) apresentou, na segunda sessão ordinária da Câmara Municipal de Santos de 2021, um projeto de lei complementar que visa acabar com a pesca na faixa de areia de Santos.

Há alguns anos, movimentos veganos, ONGs ligadas à defesa dos animais, ambientalistas e outros segmentos da sociedade vêm cobrando uma atitude do vereador contra à pesca predatória, especialmente àquelas feitas com arrasto, que acabam matando diversas espécies de animais marinhos.

De acordo com o vereador, o martelo foi batido após viralizar, nas redes sociais, uma foto com mais de 20 raias da espécie ticonha, ameaçadas de extinção, encontradas mortas na praia do Gonzaga, em Santos, no dia 28 de janeiro deste ano. Um vídeo que circula pelas redes sociais mostrou que na noite anterior, e no mesmo local, houve uma pesca com rede de arrasto, o que poderia ter sido a causa da mortandade dos animais.

Atualmente, o inciso VI, do artigo 219 do Código de Posturas do Município permite a pesca amadora na orla, desde que cumpridos horários e outras determinações pela Prefeitura.

Caso o projeto do parlamentar seja aprovado, “praticar a pesca com anzol, redes de arrasto, ou qualquer outra modalidade utilizada para captura de pescados” será proibida na orla de Santos.

O projeto, entretanto, não proíbe a pesca no deck do pescador, nem nas muretas da praia, localizadas após o fim da faixa de areia, prática que Furtado considera uma cultura caiçara tradicional e que não agride o meio ambiente como a atividade realizada à beira-mar.

Fonte: Diário do Litoral

Os peixes: uma sensibilidade fora do alcance do pescador

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.