Vereadora denuncia ‘desmonte’ da Superintendência de Bem-Estar Animal em Uberaba, MG; Prefeitura nega

Vereadora denuncia ‘desmonte’ da Superintendência de Bem-Estar Animal em Uberaba, MG; Prefeitura nega

Vereadora denuncia “desmonte” da Superintendência de Bem-Estar Animal em Uberaba. Em postagem nas redes sociais, Denise Max apontou o que chamou de descaso e retrocesso da prefeita Elisa Araújo para com os animais. Nas imagens divulgadas pela parlamentar, é possível ver diversos documentos empilhados com notória aparência de mudança. Denise afirma que o governo municipal “acabou com a superintendência sem aviso prévio”, descartando processos, denúncias e cópias de ações judiciais “como se fossem lixo”. A assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal nega as acusações.

“Já não chega deixarem animais morrerem à míngua, agora essa ação desrespeitosa para com eles e a todos nós que lutamos! (sic) Parte do mobiliário, vale ressaltar, foi uma ação minha junto ao dr. Carlos Valera, que disponibilizou, através de TAC, a aquisição, exclusiva para ela. Na sala, para surpresa do servidor, está uma funcionária do Cidade Ativa! E ocupando parte de seu mobiliário! Pelo que apuramos, foi dada a ordem pela secretária de Governo. Quero relembrá-los que a superintendência foi criada em 2016 através de um pedido dessa vereadora, que por sinal foi um luta de vários anos”, disse Denise nas redes sociais.

À reportagem da Rádio JM, a vereadora voltou a lamentar a atitude e revelou estar a caminho do Ministério Público para tentar reverter a questão com o promotor Carlos Valera. “Eu não acredito mais em Papai Noel, sabe? Então essa história de falar que iria reabrir, que vai mudar de lugar, não acredito em nada, porque desde janeiro se cogitava fechar, tanto é que não nomearam ninguém”, criticou Denise.

As denúncias não têm fundamento, segundo a assessoria de imprensa de Prefeitura. Em nota enviada para a Rádio JM, o Município descartou o fim da Superintendência de Bem-Estar Animal e afimou que ela, em verdade, será reestruturada e equipada. Ainda de acordo com o posicionamento enviado à reportagem, a vida e o bem-estar dos animais são prioridade para o governo, que tem projetos para defendê-los. Contudo, a nota não esclarece quais projetos são esses nem responde sobre a falta de comando atual da superintendência. Veja o posicionamento na íntegra:

“A Secretaria de Meio Ambiente (Semam) esclarece que a Superintendência de Bem-Estar Animal não será desfeita. Ao contrário, será reestruturada e equipada para melhor atender a política de valorização e preservação da vida animal que está sendo implementada pelo Governo Municipal. A exemplo do que temos feito nas demais áreas da administração, nossa proposta é dialogar com os servidores da Superintendência, com os representantes da causa e com vereadores que defendem o bem-estar animal para evoluirmos nesta construção colaborativa. Não vamos desmontar a Superintendência como foi equivocadamente divulgado nas redes sociais. Para nós, a vida e o bem-estar dos animais são prioridade e temos projetos para defendê-los. Salientamos que os espaços do Centro Administrativo da Prefeitura estão sendo reestruturados para adequar às normas de enfrentamento à Covid-19. Nesta reestruturação, aproveitamos para dedicar um local melhor, mais adequado do que a sala utilizada anteriormente para, assim, permitir, condignamente, o atendimento da Superintendência”.

A reportagem do Jornal da Manhã acionou a assessoria de imprensa da Prefeitura para esclarecimentos de outros pontos, como ações desenvolvidas pela Superintendência de Bem-Estar Animal em 2021 e detalhamento sobre a nova “casa” que será dada à repartição. Até o momento esses e os demais questionamentos enviados à Prefeitura ainda não foram respondidos. O espaço está aberto à manifestação. 

Por Larissa Prata 

Fonte: JM Online

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.