Veterinária que se vangloriou de matar gato com flecha está mais perto enfrentar a Justiça

Veterinária que se vangloriou de matar gato com flecha está mais perto enfrentar a Justiça

Por Sarah V Schweig / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Tiger pode conseguir justiça. A veterinária que se vangloriou de matar um gatinho rajado com arco e flecha nos EUA poderá em breve ser acusada de crueldade animal e também pode perder sua licença.

O Departamento do Xerife do Condado de Austin – Texas, nos EUA, encerrou as investigações e entregou o caso ao promotor do distrito, que está decidindo se e quando irá processar o mesmo.

Enquanto isso, a revolta na internet chegou ao Twitter, exigindo justiça a Tiger. Um grupo pró-Tiger começou o movimento na mídia “Justiça para Tiger” com as hashtags #IAmTiger, #JusticeForTiger e #IamTigerTuesday.

eua gatotiger1

A veterinária acusada, Kristen Lindsey, foi vista em uma foto postada no Facebook na semana passada, toda sorridente enquanto segura uma flecha com o que aparenta ser um gato rajado laranja morto pendurado. Ela escreveu, “Minha primeira morte com flecha, haha. O único gato selvagem bom é aquele com uma flecha na cabeça! Prêmio de veterinária do ano… Aceitei com prazer.”

Muitos acreditam que o gato não era nada selvagem – não que isso seja uma desculpa para infligir dor a um animal – mas o amado gato de 6 anos chamado Tiger, pertencia a um casal local.

Amantes de animais do mundo inteiro estão postando fotos dos membros de suas famílias felinas em solidariedade a Tiger.

eua gatotiger2

eua gatotiger3

eua gatotiger4

Outro grupo pediu aos apoiadores que contatem o promotor do distrito, Travis Koehn, para exigir que a assassina de Tiger seja adequadamente acusada.

Lindsey foi demitida semana passada após mais de 500 pessoas ligaram para a clínica Washington Animal Clinic em Brenham, Texas, exigindo sua demissão. E, respondendo ao ocorrido, a Associação Americana de Medicina Veterinária disse em uma declaração:

“Nós também ficamos chocados e horrorizados pela imagem quando a vimos. Todo veterinário faz um juramento que diz em parte que eles irão ‘usar meu conhecimento e habilidades científicas para o benefício da sociedade através da proteção da saúde e bem-estar animal, a prevenção e o alívio do sofrimento animal’”.

A declaração também diz que o Conselho de Medicina Veterinária do Texas abriu uma investigação para ver se Lindsey perderá sua licença.

A Faculdade Estadual de Medicina Veterinária e Ciências Biomédicas de Colorado, onde Lindsey estudou, declarou em uma carta aberta aos estudantes e funcionários:

“Nós, da Faculdade Estadual de Colorado, nos unimos à clínica veterinária que empregou o indivíduo, à Associação Veterinária do Texas, e inúmeros outros que condenam fortemente as ações e comentários grotescos exibidos naquele post… Também queremos manifestar nosso

apoio a vocês, estudantes e profissionais veterinários que entraram neste campo com integridade e preocupação com o bem-estar animal”.

Agora, amantes de gatos ao redor do mundo esperam a decisão do promotor sobre a continuidade do caso e, caso positivo, com qual rigorosidade. Koehn aparentemente começou a estudar os resultados da investigação policial na última terça (21).

Fonte: The Dodo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.