Victoria Beckham proíbe peles de animais em sua linha de moda

Victoria Beckham proíbe peles de animais em sua linha de moda

Victoria Beckham se tornou a última estilista de alto perfil que proibiu o uso de peles de animais exóticos em seus designs de moda, notícia recebida com muita satisfação pelos ativistas dos direitos dos animais.

A decisão de Beckham segue os passos de marcas como Chanel e Vivienne Westwood.

A linha de moda de Beckham nunca apresentou casacos com peles de animais, mas sua última manifestação significa que as roupas e acessórios feitos com peles de crocodilo, cobras e lagartos sejam suspensas a partir do outono de 2019.

“Victoria Beckham deixará de usar peles exóticas em todas suas coleções, a partir do desfile de outono-inverno AW19. A marca Victoria Beckham nunca usou peles nas suas coleções de roupas ou acessórios e confirmou no ano passado que a marca permanecerá sem usar peles de animais para este fim! Foi o que disse o assessor da marca de Beckham à revista WWD, através de um comunicado.

A decisão foi aplaudida pelo grupo de direitos dos animais PETA, que fez campanha contra o uso de serpentes na indústria da moda.

“Por trás de cada bolsa ou par de sapatos de crocodilo, jacaré, cobra ou lagarto há uma morte violenta” afirmou a diretora da PETA no Reino Unido, Elisa Allen.

A CNN entrou em contato com o representante da marca de Beckham para obter um comentário.

“A decisão de Victoria Beckham de proibir as peles exóticas evitará imensos sofrimentos de muitos animais, e a PETA no Reino Unido solicita a outras marcas de luxo que sigam seu amável exemplo”, enfatizou.

Esta medida também segue uma tendência contínua de marcas que rejeitam produtos feitos com animais.

No ano passado, em setembro, a London Fashion Week foi a primeira semana de moda a ser livre do uso de peles, depois que seus organizadores anunciaram que nenhum dos 80 estilistas participantes pretendia usar esse material.

Tradução de Germana Cavalcante

Fonte: Rádio América

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.