VÍDEO: Anta mascote de município ‘invade’ aula de ginástica em MT

VÍDEO: Anta mascote de município ‘invade’ aula de ginástica em MT
Chico anda livremente pela cidade e é bastante curioso — Foto: Reprodução

A anta de “estimação” da cidade de Colniza, a 1.065 km de Cuiabá invadiu uma aula de ginástica na segunda-feira (4) e chamou atenção dos alunos. Um vídeo feito pelo professor de Educação Física Fábio Vaz, que coordenava a aula, mostra o animal atravessando a quadra e chamando atenção de todos. (Veja abaixo)

VÍDEO: Anta mascote de município ‘invade’ aula de ginástica em MT

Segundo o professor, apesar da presença da anta durar pouco, ela não é novidade no município. Chico, que é uma anta macho, foi adotada por um sitiante quando ainda era um filhote. Segundo Fábio, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) sabe da existência do animal e a situação como ele vive.

“Ele apareceu no meio da aula. Queria que tivesse ficado mais tempo, mas as crianças começaram a se aproximar para fazer carinho, ele se assustou e saiu”, contou.

O g1 tentou entrar em contato com a Sema, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

O dono do sítio, Cristiano Nothnagil, explicou que Chico era pequeno e frágil quando apareceu. A família o adotou e passou a alimentá-lo. Segundo os moradores da cidade, o animal circula por toda a parte, entra no supermercados, nas escolas, nas lojas e já é conhecida por todos.

Ainda de acordo com o professor, depois que cresceu, Chico aparece no sítio de vez em quando.

“O Chico chega a ficar de 4 a 5 dias andando, aí volta pro sítio, para se alimentar e dormir, permanece lá por uns 2 dias e some de novo”, disse.

O proprietário do sítio, apesar de manter os cuidados com o animal, desistiu de ser fiel depositário dele. “Eu não posso ser responsável por um bicho que não para e que tem que viver livre. E se acontece alguma coisa com ele? Ou se ele atacar alguém? Se for morto? O que vou fazer?” questiona.

Para reduzir as chances de acidentes envolvendo Chico, o “tutor” gostaria que ele tivesse um chip ou alguma forma de rastreamento para que pudesse ser localizado, e que já foi solicitado para a Sema.

Inteligente, herbívora… Conheça curiosidades sobre a anta

Dispersora de sementes e animal importe para o Cerrado brasileiro. — Foto: IPE/Reprodução
Dispersora de sementes e animal importe para o Cerrado brasileiro. — Foto: IPE/Reprodução

A anta-brasileira é uma espécie de grande importância para o ecossistema brasileiro. O bicho é o maior mamífero terrestre da América do Sul e as fêmeas podem chegar até 300 quilos e 2 metros.Os pratos principais das antas são os frutos. A alta ingestão desses alimentos é feita por um trato digestivo que otimiza a germinação.

Veja outras curiosidades da espécie abaixo:

  • No mundo, há quatro espécies de anta: anta-brasileira, anta-da-montanha (que vive nos Andes), a anta-centro-americana (encontrada na América Central) e a anta-asiática (Indonésia, Malásia, Mianmar e Tailândia);
  • No Brasil, boa parte da espécie vive no Pantanal e no norte da Amazônia;
  • Em boa parte do Pantanal e no norte da Amazônia a espécie está em uma melhor situação;
  • No Cerrado, as antas lidam com muitas rodovias e colisões constantes, caça ilegal e um risco elevado de contaminação por agrotóxicos, em função da expansão da agropecuária em larga escala;
  • As antas possuem baixo potencial reprodutivo;
  • A gestação de um novo filhote pode durar 13 a 14 meses e em intervalos entre nascimentos de até três anos;
  • A anta que é herbívora/vegetariana ingere entre oito e nove quilos de alimente por dia, incluindo folhas, ramos, brotos, caules, cascas de árvores, plantas aquáticas, além de frutos que correspondem a mais de 50% da dieta;
  • A anta vive em áreas de em média 800 hectares e percorre entre 3 e 9 km/dia, levando sementes de uma área para outra.

Por Lidiane Moraes

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.