Vídeo captura o momento que um cão destinado ao matadouro experimenta a doce liberdade

Vídeo captura o momento que um cão destinado ao matadouro experimenta a doce liberdade

Enquanto a maioria de nós vê cães como membros da família e amigos, cerca de dois milhões de cães são mortos e comidos na Coréia do Sul a cada ano. Estima-se que haja dois milhões e meio a três milhões de cães nas fazendas de carne de cachorro da Coréia e as condições nas quais esses cães são forçados a viver são terríveis. Eles são mantidos em jaulas de arame apertadas com pouco comida ou água até que seus captores os peguem, os matem, e vendam sua carne no mercado.

Claire, a cachorra no vídeo acima, estava programada para ser um desses dois milhões de cães que são vítimas desta indústria cruel – isso até que os resgatistas da Humane Society International (HSI) entraram em ação e a salvaram da morte junto com outros 200 cães.

Claire e os outros cães irão embarcar em um avião e irão para um centro de resgate em Chicago, nos EUA, onde eles estarão à procura de lares definitivos e famílias amorosas. Esta é a sexta fazenda de carne de cachorro que a HSI já fechou em sua campanha mais recente contra o  comércio de carne canina na Coreia.

Apesar desses 200 cães sortudos terem escapado do matadouro, ainda existem muitos cães que precisam de nossa ajuda. Mais de cinco milhões de cães são abatidos e comidos ao redor do mundo a cada ano, mas nós podemos lutar para acabar com esta prática bárbara. Compartilhe esta matéria com seus amigos e fale sobre o comércio de carne de cachorro. Você também pode ajudar estes cães fazendo uma doação ao HIS em seu website para que eles possam continuar com seu trabalho incrível.

Por Sean McCarthy / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: One Green Planet 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.