Vídeo de cão correndo atrás de carro em Bauru (SP) é investigado pela polícia como abandono; assista

Vídeo de cão correndo atrás de carro em Bauru (SP) é investigado pela polícia como abandono; assista
Vídeo mostra suposto abandono de cão em rua de Bauru (Foto: Facebook/Reprodução)

Uma cena em tom de denúncia de abandono de animal tomou conta das redes sociais de Bauru (SP) e virou caso de polícia.

Vídeo de abandono de cão em rua de Bauru vira caso de polícia

No vídeo (assista acima), um cão aparece correndo atrás de um carro pelas ruas de bairros da região do Parque Vista Alegre, sem conseguir alcançar o veículo. Depois, a autora do vídeo para o carro, resgata o cão e persegue o carro até registrar a placa.

Outra mulher, que se identificou como dona do animal, diz que o cão fugiu e que ela não percebeu. A mulher também registrou ocorrência como vítima de exposição indevida nas redes sociais.

Denúncia

De acordo com a cabeleireira Laura Brandão, de 20 anos, autora do vídeo e da postagem, o episódio é um abandono de animal.

Segundo a cabeleireira, o cão teria corrido por cerca de dois quilômetros atrás do carro dos supostos tutores, que não teriam parado mesmo diante dos latidos do animal ao lado do carro quando este parava nos cruzamentos. O vídeo publicado na internet só registra parte da perseguição do animal.

“Tenho convicção de que foi abandono. O cachorro correu por quase dois quilômetros e só resolvi filmar quando percebi que o carro não ia parar”, diz.

Ao ver a tentativa frustrada do cão, a cabeleireira conta que resgatou o cão e o levou para casa. “Quando o peguei ele estava totalmente esgotado e ofegante. Ele latia durante o percurso, até mesmo ao lado do carro quando ele parava nos cruzamentos. Fica difícil acreditar que não foi um caso de abandono.”

O caso chegou à polícia e, segundo o delegado Luiz Massa, que estava no plantão, o simples fato de um animal estar solto em rua movimentada e correr atrás de um carro por tanto tempo sem ser recolhido já caracteriza crime de abandono, pela negligência em sua guarda.

Como a autora do vídeo não quis registrar boletim de ocorrência, a própria autoridade policial decidiu fazer o registro para que o caso fosse investigado. Neste momento, o delegado percebeu que já havia uma ocorrência sobre o caso, registrado pela suposta dona do cão.

“O caso será enviado para delegacia especializada neste tipo de crime e será fácil apurar, com base nos endereços dos envolvidos e nas imagens, se foi ou não um caso de abandono. Mas a situação flagrada no vídeo já caracteriza por si só um crime, pela negligência”, explica o delegado.

A cabeleireira Laura Brandão afirma ter convicção de que o cão foi abandonado e quer ficar com ele (Foto: Arquivo pessoal)

Cão escapou

A cozinheira Adrelaine Borges Roberto, que registrou o boletim como vítima de uma exposição indevida nas redes sociais, alega que não abandonou o cão e sustenta que ele apenas escapou pela grade de sua casa e ela não percebeu que o animal seguia o carro.

“Ela [Laura] me expôs, divulgou a placa do meu carro, e colocou a minha família em perigo. A gente não sabe o que pode acontecer. Não abandonei, apenas não percebi que o cão escapou. Se fosse fazer isso mesmo, jamais faria numa via movimentada como aquela. Quero meu cão de volta”, sustenta Adrelaine.

A cabeleireira Laura Brandão diz que a intenção inicial de sua postagem foi a de encontrar os donos do cão resgatado, mas que a suposta dona a procurou apenas para ameaçá-la pela postagem, sem pedir o animal de volta.

“A própria polícia me orientou a não devolver o cão, pelo menos até que o caso seja totalmente esclarecido. Não quero conflito, apenas o melhor para o animal. Como tenho convicção que ele foi abandonado, vou lutar para ficar com ele”, afirmou Laura.

O caso será investigado pela delegacia de crimes ambientais, cujo titular é o delegado Dinair José da Silva.

Por Sérgio Pais

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.