Vídeo de jovem cuidando de pássaro viraliza na web em Santa Cruz do Capibaribe, PE

Vídeo de jovem cuidando de pássaro viraliza na web em Santa Cruz do Capibaribe, PE

Uma jovem de 21 anos, que reside em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, ficou conhecida após encontrar um pássaro de raça no quintal da casa de um tio e cuidar dele. A empresária Izabel Manoela da Silva resgatou o animal, tomou todos os cuidados necessários e passou a tê-lo como alguém da família. Além desse, mais dois pássaros foram encontrados. Um deles faleceu após cair em um formigueiro e outro foi adotado.

Vídeo: Jovem se apega a pardal e posta vídeos com ele nas redes sociais.

Mesmo tendo em casa dois gatos, Izabel não tinha experiência com pássaros, mas viu a necessidade da ave, que recebeu o nome de “Tico”. O pardal foi levado até o veterinário para saber como lidar com ele, quais comidas oferecer. O animal passou a se alimentar de água e papinha através de uma seringa. A jovem sempre postava vídeos nas redes sociais mostrando o convívio com o pássaro e os vídeos viralizaram.

Pardal encontrado por Izabel Manoella. — Foto: TV Asa Branca/Reprodução

O pássaro ainda era muito novinho, quando Isabel fez um “cantinho” no ambiente de trabalho, onde Tico se sentisse confortável. A partir daí ele começou a dar os primeiros voos, e logo os voos começaram a ficar maiores e o pássaro partiu para ganhar o mundo e voar livremente.

Pássaro comendo através de uma siringa aos cuidados de Izabel. — Foto: TV Asa Branca/Divulgação

A última vez que Izabel viu o pardal foi em cima de uma árvore, na calçada do lugar onde ela trabalha, toda a família ficou triste. “Quando eu peguei ele eu já sabia que ia soltar ele na natureza, e ele poderia não voltar, chorei muito, muito mesmo. Até hoje quando vejo os vídeos. Ele era muito especial pra mim”, conta Izabel.

Apesar de Izabel saber que fez o melhor para o pássaro, por várias vezes ela para o que está fazendo no trabalho para olhar para o lugar onde o amigo ficava.

Por Juliana Nascimento 

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.