Vídeo de touro a ser decepado leva PAN a confrontar Governo de Portugal

Vídeo de touro a ser decepado leva PAN a confrontar Governo de Portugal

O vídeo de um touro a ser decepado na arena do Castelo de Monsaraz, durante as Festas de Nosso Senhor Jesus dos Passos, levou o partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) a enviar esta terça-feira cinco perguntas para o Ministério da Cultura.

De acordo com a informação confirmada pela SÁBADO, o PAN enviou cinco perguntas ao ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, respeitantes às imagens chocantes (CAPAZES DE FERIR SUSCEPTIBILIDADES), divulgadas nas redes sociais pela Plataforma Basta. O partido critica a legislação em vigor, que permite desde 2002 regimes de excepção de touros de morte.

O momento aconteceu em Monsaraz, no concelho de Reguengos de Monsaraz, e faz parte de uma tradição centenária em que se mata um touro na arena depois de uma novilhada popular. O espectáculo, integrado nas festas em honra de Nosso Senhor Jesus dos Passos, foi autorizado pela Inspecção Geral das Actividades Culturais (IGAC), num despacho a 27 de Agosto.

“As imagens, de extrema crueza e brutalidade, que decidimos divulgar, mostram um touro indefeso, amarrado pela cabeça, golpeado de forma bárbara por elementos indiferenciado da população que, a sangue frio, matam o animal com facas na arena do Castelo de Monsaraz, no passado dia 8 de Setembro”, escreve a Plataforma Basta, ao partilhar o vídeo nas redes sociais. “A violência destas imagens ilustra uma realidade que muitos portugueses desconhecem. Os animais utilizados nas touradas em Portugal são sujeitos a um tratamento bárbaro e indigno de um país civilizado, não só em Monsaraz, mas em várias praças de touros do país”, acrescenta.

Por A. R. M.

Fonte: Sábado / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.