Vídeo feito em canil mostra animais sem água, sem comida e machucados, em Botucatu, SP

Vídeo feito em canil mostra animais sem água, sem comida e machucados, em Botucatu, SP

Um vídeo postado por uma ativista da proteção animal, em Botucatu, mostra a triste realidade de cães confinados em um canil, aguardando por possíveis compradores, e de cães adultos utilizados na procriação.

De acordo com as informações de Luciana Cruz, nesta canil, localizado no Bairro Califórnia I em Botucatu, os animais chegam a ficar até 3 dias sem alimentos e sem água. No vídeo abaixo é possível ver a situação que os cães vivem.

“Há meses venho filmando esse canil. Dormi três noites no carro pra verificar tudo, filmar e provar que não iam alimentar esses animais. Nos três dias que passei por lá  ninguém apareceu. Todos os dias tinham menos fezes, pois os animais, com fome, comiam os próprios dejetos. Não tem aconchego nem conforto para dormir. Sem água, sem higiene, sem luz do sol, com muitos carrapatos, alguns feridos e cachorras prenhas, dentre elas até  as mais velhas”, denunciou Luciana.

A venda dos animais ocorria em outro local, na região Central de Botucatu. “Quando as fêmeas davam cria a dona do canil aguardava os filhotes completar 35 dias e os levava para casa dela. Dava “um trato” e postava no Facebook que estavam a venda. No último dia que estive no local, tinham filhotes recém-nascidos mortos em cima dessas muretas”, disse a ativista, que completou. “Registramos dois boletins de ocorrência; um no DEPA e um na GCM. Encaminhamos  o problema ao Canil Municipal, além de uma  denúncia no CRMV”, finalizou.

Em Botucatu, qualquer denúncia de maus-tratos a animais pode ser passada a Coordenadoria de Fiscalização do Estado sem SP – instalada no Poupatempo Ambiental, no Jardim Paraíso. O telefone para contato é:  (14) 38131058.

Assista ao vídeo:

Filhotes sendo comercializados no Facebook

Fonte: Leia Notícias 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.