Vídeo: homem é preso por martelada em cachorro no Amapá; animal pode perder um dos olhos

Vídeo: homem é preso por martelada em cachorro no Amapá; animal pode perder um dos olhos
Homem agrediu cachorro com martelada na cabeça no município de Oiapoque, no Amapá — Foto: Polícia Civil/Reprodução

Um homem foi preso depois de ser acusado de agredir o cachorro do cunhado com uma martelada na cabeça. O animal corre o risco de perder o olho direito. O caso ocorreu em Oiapoque, no Norte do Amapá. O suspeito já era conhecido da polícia porque já havia sido preso por violentar a esposa e a própria irmã.

VÍDEO: Homem é preso por dar martelada na cabeça de cachorro no Amapá

O caso é investigado pela Polícia Civil de Oiapoque. Testemunhas contaram ao delegado Charles Corrêa que, antes de ser agredido, o cachorro teria tentado morder o cão do preso. Por isso, o suspeito teria revidado o ataque golpeando o animal com a martelada na cabeça.

“Ele chegou embriagado em casa e acabou descontando no cachorro, que de acordo com testemunhas, teria tentado avançar no cachorro do suspeito, e o sujeito que já tem histórico de violência doméstica, deu uma martelada na cabeça do cachorro, de forma gratuita”, detalhou Corrêa.

O crime de maus-tratos aconteceu na madrugada do Natal, no sábado (25), no bairro Nova União.

A Polícia Civil realizou buscas na região atrás do suspeito, que foi preso ainda em flagrante.

Em imagens gravadas por câmeras de segurança próximo da casa da família, um homem procura o animal por mais de 4 minutos. Ele acorrenta o cão e o leva para uma área isolada para não ser visto, onde teria cometido o crime.

Um médico veterinário de Macapá realizou o atendimento do animal de forma remota. O cão foi medicado e segue em recuperação, mas ainda corre risco de perder o olho direito.

O preso, de acordo com a Civil, responde por crimes de violência doméstica contra a esposa e a irmã. O suspeito, que aguardava a audiência de custódia até o fim da manhã desta segunda (27), se condenado, pode cumprir pena de 2 a 5 anos de prisão por crime ambiental, sem direito à fiança.

Em novembro, um homem foi preso, também no município de Oiapoque, por esfaquear um cão para descontar raiva de desafeto. O animal chegou a ser atendido por um veterinário na capital, mas não resistiu e morreu.

Cachorro está fora de perigo mas ainda corre o risco de perder o olho direito — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Cachorro está fora de perigo mas ainda corre o risco de perder o olho direito — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Por Laura Machado

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.