Vídeo mostra cadela desaparecida em conexão no Aeroporto de Guarulhos

Vídeo mostra cadela desaparecida em conexão no Aeroporto de Guarulhos
Cadela Pandora desapareceu em conexão no Aeroporto de Guarulhos. Reprodução/Redes sociais

“Não saio de São Paulo sem a minha cachorra. Procuro dia e noite sem apoio da companhia aérea”, desabafa ao Metrópoles o garçom Reinaldo Junior, de 39 anos, que descarta se apresentar para trabalhar em um restaurante, com salário de quase R$ 5 mil, na Suíça, no próximo dia 25, se o animal não for encontrado até a data.

A cadela Pandora desapareceu no último dia 15 durante uma conexão no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Junior e a peluda deixaram Recife (PE) em um voo da Gol e tinham como destino a cidade de Navegantes (SC). Imagens mostram o momento em que a cachorra passa sozinha por um terminal de carga. Veja o vídeo:

“Consegui as imagens pelos meus próprios meios”, afirma Junior. Para encontrar o animal, ele, que segue hospedado em um hotel em Guarulhos desde o ocorrido, não poupa esforço.

“Panfletamos o tempo todo. Conto com a ajuda da minha mãe [dona Terezinha, 70] e de dois voluntários para espalhar cartazes. O pessoal que entrega comida coloca o anúncio nas motos. Estou desesperado”, conta. “Já perdi 9 quilos na minha luta. Se a Gol não pagar mais minha hospedagem, vou dormir no aeroporto.”

Informações sobre o paradeiro de Pandora podem ser repassadas pelos números (81) 99241-1983 (ligações) e (81) 99611-8997 (ligações e WhatsApp). Em nota, a Gol informa que “nunca deixou de dar assistência nas buscas pela cadela Pandora” e lamenta o incidente.

Empresa interrompe buscas

A GOL alega que a Busca Pet, empresa especializada que conta com cães farejadores, foi contratada pela companhia e atuou desde o primeiro dia até perder os rastros que permitiam o farejamento de Pandora.

“Com as fortes chuvas do período, as pistas sensoriais que poderiam ser usadas pelos cães foram perdidas, impossibilitando a continuidade do trabalho. Ao menor sinal de nova pista, a GOL ativará novamente o trabalho da Busca Pet”, afirma. As despesas de Junior e da mãe estão sendo pagas pela empresa.

Segundo a companhia aérea, o Alerta Pet, que presta serviços de divulgação de casos de cães perdidos, realizou afixação de cartazes ao longo da área em que Pandora poderia aparecer, bem como nas redes sociais, em páginas de busca de pets e por anúncios feitos por geolocalização para Guarulhos e região.

Por Adriana Cruz

Fonte: Metrópoles

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.