Vídeo mostra garoto de 13 atirando em gambá para ameaçar colega

Vídeo mostra garoto de 13 atirando em gambá para ameaçar colega

Adolescente narra toda a ação e fala sobre razão de querer agredir menina. Prefeitura de Campo Grande informou que escola tentou a reconciliação.

Por Gabriela Pavão

MS CampoGrande gamba video

O garoto de 13 anos que atirou em um gambá morto para ameaçar a colega de escola, uma menina de 14 anos, narra toda a ação em vídeo, desde quando liga a câmera até o momento em que atira no bicho. Depois ele ainda mostra o animal.

O adolescente começa dizendo que vai fazer uma representação do que faria se estivesse na escola e fosse atrapalhado “por certas coisas”. O gambá morto, que está em uma janela, é citado como um exemplo da menina.

Em seguida, o garoto posiciona a câmera e começa a mexer na arma. Segundo a delegada, neste momento ele demonstra não ter domínio da carabina e chega a dizer que não sabe mexer na arma, mas que ia tentar.

Enquanto manuseia a arma, é possível ouvir dois estalos. Antes do tiro, o menino chama o animal pelo nome da colega de escola e atira. O animal cai da janela, do lado de fora. O menino vai para a parte externa e pega o gambá.

Depois ele leva o bicho para um local com luz e mostra a situação do animal, onde foi o tiro e termina o vídeo dizendo que “ficaria mais legal nela”, se referindo à colega.

O pai da menina tomou conhecimento do vídeo que foi divulgado pelas redes sociais e denunciou o caso à Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude (Deaij).

Segundo a delegada Rozeman Rodrigues de Paula, titular da Deaij. o menino disse que aprendeu a usar a carabina calibre 12 em jogos de videogame. Ela disse que a polícia começou a investigar o caso na quarta-feira (29), depois que o vídeo circulou entre os alunos e os pais dos dois envolvidos foram chamados pela direção da Escola Municipal Professor Arassuay Gomes de Castro.

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura de Campo Grande, a direção da escola municipal chamou as famílias para tentar uma conciliação. Mas elas optaram por transferir as crianças para outros colégios.

O pai do menino também foi ouvido pela polícia e disse que ficou surpreso com a atitude do filho. O garoto foi ouvido e liberado e o pai se comprometeu a apresentá-lo ao Ministério Público quando for solicitado pela Justiça. Ele foi indiciado por atos infracionais análogos a ameaça e porte ilegal de arma.

A menina citada no vídeo também foi ouvida pela polícia e confirmou o desentendimento com o garoto, mas não comentou sobre a agressão com régua.

Assista ao vídeo clicando aqui.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.