Vídeo mostrando como as baleias são hidratadas em cativeiro comprova que chegou a hora de esvaziar os tanques!

Vídeo mostrando como as baleias são hidratadas em cativeiro comprova que chegou a hora de esvaziar os tanques!

Por Kate Good / Tradução de Luciane Sarti

Não é preciso dizer que a vida dos animais marinhos em cativeiro não pode ser comparada à vida em seu habitat. Sair de um ambiente onde há um oceano inteiro para nadar, caçar e interagir com outros seres para viver em um espaço que constitui uma minúscula fração dessa imensidão, completamente destituídos da companhia de outros animais ou entretenimento é degradante, para dizer o mínimo. Embora os parques marinhos e aquários façam o possível para nos convencer de que estão fazendo o máximo para replicar o ambiente natural dos animais, quanto mais sabemos sobre orcas, belugas e golfinhos, mais claro fica que esse não é o caso.

Temos como exemplo o vídeo acima. Nele, vemos Kina, uma falsa-orca que atualmente vive no SeaLife Park Hawaii, recebendo sua “hidratação” de rotina. Na natureza, os animais marinhos obtêm sua hidratação por meio dos peixes que ingerem. Eles podem decidir quando comer e, dessa forma, manter suas necessidades fisiológicas em equilíbrio. No entanto, no cativeiro, as baleias estão sujeitas à programação de terceiros e são alimentadas somente quando há alguém presente para cuidar delas. Quando os parques marinhos estão fechados durante a noite, os animais são forçados a jejuar até a manhã do dia seguinte, o que pode levar à desidratação… Caso no qual, procedimentos como o mostrado acima precisam ser feitos.

No processo de hidratação, os cuidadores colocam um tubo na garganta do animal e o alimentam com uma mistura de gelatina e gelo. Se você acha que a vida em cativeiro não é muito diferente da vida no habitat… veja o vídeo abaixo. Esses procedimentos existem somente para ajudar os animais a sobreviver em cativeiro. Se você concorda que chegou a hora de #EsvaziarOsTanques, compartilhe esta publicação!

Fonte: One Green Planet

MAIS NOTICIAS

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.