Vídeo: Polícia Civil resgata cachorra em situação de maus-tratos em Santos Dumont, MG

Vídeo: Polícia Civil resgata cachorra em situação de maus-tratos em Santos Dumont, MG
Foto: Divulgação PCMG

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) resgatou uma cachorra em situação de maus-tratos, no Bairro Vila Esperança, em Santos Dumont, na última sexta-feira (10).

De acordo com a PCMG, a cachorra foi encontrada sem comida e bastante magra, com sinais de desnutrição. Ainda segundo a polícia, embora houvesse água para o animal, o ambiente se encontrava com fezes e sem as condições de higiene necessárias. A cachorra foi resgatada e depois ficou sob os cuidados de uma protetora de animais.

A tutora, de 33 anos, foi presa em flagrante por maus-tratos a animal.

Pena mais rígida

Desde setembro de 2020, a Lei 14.064, que serviu de marco na luta contra maus-tratos, endureceu as penas para quem praticasse condutas contra cães e gatos. A legislação ficou conhecida como Lei Sansão, em homenagem a um cachorro da raça pitbull que teve as pernas traseiras decepadas em Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte.

A partir da lei, a pena para maus-tratos contra cães e gatos aumentou de 3 meses a 1 ano de detenção – que podia ser cumprida em regime aberto ou semiaberto – para de 2 a 5 anos de reclusão – em regime fechado -, além de multa e perda da guarda do animal. Caso o crime resulte em morte, a pena pode ser aumentada em até 1/3. Antes, os crimes eram considerados de menor potencial ofensivo.

Por Peterson Escobar

Fonte: Portal 14B

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.