VÍDEO: policial da Argentina viraliza ao fazer reanimação cardiopulmonar em gatinho

VÍDEO: policial da Argentina viraliza ao fazer reanimação cardiopulmonar em gatinho
Após a reanimação feita pelo policial enfermeiro, o gatinho abriu os olhos (Fotos: Twitter/canal26noticias/Reprodução)

O policial e enfermeiro Alexis, que trabalha na província de Chaco, na Argentina, está sendo considerado um herói por internautas após viralizar um vídeo em que ele aparece realizando exercícios de reanimação cardiopulmonar em um filhote de gato que caiu de um prédio.

Segundo o jornal argentino Perfil, o incidente ocorreu na semana passada. O departamento de polícia do Chaco compartilhou um vídeo de 27 segundos em sua conta no TikTok para mostrar o agente realizando massagens cardíacas e até respiração boca a boca no gatinho malhado. Para alegria dos espectadores, o filhote, que ficou inconsciente por oito minutos, aparece de olhos abertos ao final da gravação.

A família confirmou ao jornal que o animal está bem de saúde e que ficou emocionada e agradecida ao enfermeiro que aplicou seus conhecimentos no gatinho. “Nós o salvamos!”, comemora o departamento na plataforma chinesa.

 

@resumido.info

La Policía de Chaco salvó a un gatito haciéndole RCP 🥹🫶🏼 👉🏼 Uno de los agentes es enfermero y tiene conocimientos en RCP. Gracias a esto pudo ayudar al gatito 🐈🙌🏼 📹: policiachaco #resumido #resumidoinfo #gato #rcp

♬ sonido original – resumido.info

Reanimação cardiopulmonar em cães e gatos

De acordo com o site da Universidade de Washington, nos EUA, a reanimação cardiopulmonar para cães e gatos é semelhante à dos humanos. É importante realizar o procedimento em animais inconscientes, quando não há risco de mordidas.

  • Remova quaisquer obstruções: abra a boca do animal e certifique-se de que as vias aéreas estejam livres de obstruções
  • Estenda a cabeça do pet e faça várias respirações artificiais: em cães grandes, feche firmemente a mandíbula do animal e expire pelo focinho deles. O peito do animal deve estar levantado. Faça duas vezes o procedimento. Em cães e gatos pequenos, a boca do humano deve cobrir o focinho e a boca dos pets durante a reanimação. O peito do animal deve estar levantado. Faça duas vezes o procedimento
  • Realize compressões torácicas: para cães e gatos pequenos, bem como para cães grandes, com peito em forma de funil, pode ser necessário deitar o animal de lado e comprimir a lateral da caixa torácica. Ao mesmo tempo, você pode posicionar o animal de costas e pressionar os dois lados da caixa torácica
  • O ritmo das compressões torácicas dependerá do tamanho do animal: para cães acima de 30 kg, são necessárias 60 compressões por minuto. Em animais com peso entre cinco e 30 kg, de 80 a 100 compressões por minuto. Para animais com peso inferior a cinco quilos, são necessárias 120 compressões por minuto
  • Alterne respirações com compressões: a proporção entre compressões e respirações deve ser aproximadamente a mesma para humanos, 30:2. Continue as compressões até que o animal responda e comece a respirar de forma independente

Fonte: Trendsbr