Vídeos mostram menino atacado brincando com leão e tigre

Vídeos mostram menino atacado brincando com leão e tigre

Tigre dilacerou braço do menino, que queria alimentar o animal. Ataque foi na tarde de quarta-feira (30), no Zoológico de Cascavel, no PR. 

PR cascavel videos ataque74829

Dois vídeos feitos por visitantes do Zoológico de Cascavel, no oeste do Paraná, mostram o menino que teve um braço dilacerado por um tigre brincando com os animais selvagens antes do ataque. Em um dos vídeos, o garoto de 11 anos está alimentando um leão, junto a grade da jaula do animal. No outro, ele corre de um lado para outro, estressando o tigre que o atacou.

O ataque aconteceu na tarde desta quarta-feira (30). O menino foi socorrido por pessoas que estavam próximas e o tiraram da jaula do animal. O pai estava próximo do garoto quando o ataque aconteceu.

A polícia prendeu o pai do menino e o levou à delegacia para prestar depoimento. Após ser ouvido, os policiais o liberaram.

O menino mora com a mãe, em São Paulo. Ele foi a Cascavel para passar as férias com o pai. O garoto deveria voltar para a casa da mãe na quinta-feira (31).

Após o ataque, o menino foi levado para o Hospital Universitário de Cascavel. No fim da tarde, ele passou por uma cirurgia. O último boletim divulgado dizia que a criança estava em estado grave e corria o risco de perder o braço.

A Prefeitura de Cascavel, responsável pelo zoológico, emitiu uma nota sobre o caso. Leia a íntegra.

A veterinária Gladis Dalmina, funcionária do Zoológico de Cascavel, confirmou que na tarde de hoje (30) aconteceu um acidente envolvendo uma criança de aproximadamente 11 anos, que ultrapassou a grade de segurança da jaula e foi atacada por um felino, o Tigre Hu.
Segundo integrantes da equipe de cuidadores, o menor foi incentivado pelo próprio pai a correr em volta da jaula, dentro da grade de proteção, provocando o animal. O pai ignorou todas as placas de alerta para evitar se aproximar do local e não ouviu apelos de quem o observava para cessar a brincadeira.

Populares que assistiam à cena, gravaram a movimentação e avisaram os responsáveis, contrariados com o comportamento do pai da criança.

Em certo momento, o menino teria colocado o braço entre as grades, quando foi atacado pelo tigre. O Siate foi chamado e providenciou o atendimento e a remoção da criança ao Hospital Universitário, onde recebe os cuidados.

Fonte: G1 / Vídeos: reprodução Youtube 

Nota do Olhar Animal: Lamentável que a criança tenha se ferido neste episódio e desejamos que se recupere o mais brevemente sem qualquer sequela física ou psicológica. Chamar isto de “acidente” é um equívoco. Se visitantes tinham como chegar tão próximos dos animais sem barreiras físicas e/ou monitoramento de funcionários do zoo que os impedisse, isto indica a falta de estrutura e irresponsabilidade dos gestores do zoo, além do ato temerário do pai. Não é a primeira vez que ocorre e não será a última. Os animais em zoos, submetidos a condições de abuso pelo confinamento e exposição a visitantes, comumente apresentam quadros de estresse e até mesmo comportamentos neuróticos. Que este zoológico seja imediatamente fechado, e que os animais que não puderem ser reintroduzidos na natureza sejam encaminhados a santuários, onde poderão viver ao menos sem os estresses provocados por visitantes, ainda que condenados a uma pena de prisão perpétua. Os zoológicos devem acabar, representam maus-tatos, abusos, deseducação, atraso moral.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.