Vizinho que matou pit bull Zeus, é levado à delegacia e confessa, em Campo Grande, MS

Vizinho que matou pit bull Zeus, é levado à delegacia e confessa, em Campo Grande, MS
Arma usada para matar Zeus foi apreendida (Foto: Divulgação)

Ouvido pelas equipes da Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista), o homem que assassinou um cachorro da raça pit bull a tiros, no Bairro São Jorge da Lagoa, no dia 19 de agosto, afirmou à polícia que guardava a arma usada no crime há cerca de 4 meses. Dono de uma extensa ficha criminal por violência doméstica, agora, ele foi indiciado por maus-tratos e porte ilegal de arma.

O crime acontece na noite do dia 19. Zeus, como era chamado, brincava com as crianças do condomínio, quando foi atropelado e morto com cinco tiros pelo suspeito. Ao Campo Grande News, a dona do animal, Emília Rodrigues, explicou que o cachorro era dócil e minutos antes, tinha pulado em uma criança do prédio. “não mordeu, nem nada, as crianças vivem brincando com ele”.

Assim que o caso foi denunciado, equipes da Decat foram ao local do crime. O suspeito foi encontrado e com ele, a arma calibre 38, usada do crime, foi apreendida. Como não tinha porte do revólver, o homem foi indiciado por porte ilegal.

Em depoimento, explicou que tem a arma em casa há quatro meses, desde que recebeu como pagamento por um “serviço”. Ele também detalhou os motivos que o levaram a atirar em Zeus. A versão, no entanto, não foi divulgada pela polícia, mas conforme apurado pela reportagem, ele teria matado o cachorro por receio de um ataque.

Zeus foi atropelado e levou cinco tiros. (Foto: Direto das Ruas)
Zeus foi atropelado e levou cinco tiros. (Foto: Direto das Ruas)

“O lamentável episódio ilustra a teoria de que os donos de cães de grande porte, principalmente, pit bulls, devem ter cuidados constantes com a guarda do animal, para não despertar nas outras pessoas, um comportamento que vá de encontro à integridade física, vida e saúde dos cães, haja vista que, muitas vezes, por medo e para prevenir de suposto ataque futuro, indivíduos podem agir de maneira a causar algum tipo de dano a esses tipos de animais”, divulgou a delegacia.

Donos começaram uma campanha para pedir justiça. (Foto: Redes Sociais)
Donos começaram uma campanha para pedir justiça. (Foto: Redes Sociais)

Por Geisy Garne

Fonte: Campo Grande News

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.