Vizinhos denunciam quem fraturou as patas do cachorro em Lanús, Argentina

Vizinhos denunciam quem fraturou as patas do cachorro em Lanús, Argentina

Uma família tentava entrar no velódromo de Lanús, e por não poder entrar com animais, decidiu jogar um de seus cachorros por barreira de dois metros de altura. As testemunhas do ato levaram o animal com fraturas ao veterinário e se negaram a devolvê-lo.

Segundo informaram as fontes policiais ao El Diario Sur, os acontecimentos ocorreram na tarde do dia 29 de agosto no Parque Municipal Eva Perón, Argentina, onde está o velódromo de Lanús. Ali, uma família queria ingressar, porém, devido à impossibilidade de entrar com animais, lançaram seu cachorro por cima de uma barreira para poderem passar ao interior do prédio sem serem postos para fora pela segurança local.

Aliás, a família tinha mais um animal e, segundo contaram os próprios vizinhos que realizaram a denúncia, tinham a intenção de lançá-lo também para entrar no velódromo. Neste momento, as pessoas que estavam no local começaram a agredir verbalmente e a repreender os donos para que lhe dessem o cachorro ferido.

O cachorro terminou com suas patas dianteiras fraturadas por ter sido jogado de dois metros de altura no velódromo de Lanús
O cachorro terminou com suas patas dianteiras fraturadas por ter sido jogado de dois metros de altura no velódromo de Lanús

Após os acontecimentos, os vizinhos que socorreram o cachorro, que gania de dor, levaram-no à clínica veterinária “Aconcagua”, em Banfield, com suas duas patas dianteiras fraturadas. Negaram-se a devolver o animal aos seus tutores e realizaram uma denúncia por “maus-tratos a animal” na Delegacia Nº 2 de Lanús Este.

Por fim, o cachorro finalmente foi engessado e entregue à sua família, que culpou o velódromo por não permitir a entrada de animais no prédio.

Tradução de Maira Lavalhegas Hallack

Fonte: El Diario Sur

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.