Voluntária de ONG é assassinada após denunciar maus-tratos a animal no Paraná

Voluntária de ONG é assassinada após denunciar maus-tratos a animal no Paraná
Voluntária de ONG é morta após denunciar maus-tratos contra animal. Crédito: Reprodução/RPC

Uma voluntária de uma ONG de proteção aos animais morreu após denunciar maus-tratos em um cachorro. O principal suspeito é o vizinho que ela mesma denunciou por bater no animal com um pedaço de madeira. O caso aconteceu nesta quarta-feira (14), em Campo Mourão, no Paraná.

Segundo a RPC Maringá, Viviane Andrea dos Santos, de 33 anos, chamou a polícia e uma ONG para denunciar seu vizinho. Os policiais foram até o local e não encontraram o vizinho. O animal foi encontrado e resgatado.

Naquele mesmo dia, o homem invadiu a casa da voluntária e a agrediu com um tijolo em sua cabeça. Viviane cuidava de 12 animais vítimas de maus-tratos. A voluntária foi levada até o hospital Santa Casa, em Campo Mourão, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo nesta madrugada.

O vizinho prestou depoimento, mas foi liberado. Segundo o delegado responsável pelo caso, com a morte da vítima o homem poderá responder por homicídio ou lesão corporal seguida de morte.

O Presidente Jair Bolsonaro sancionou, no fim de setembro, a Lei 1.095/2019, que aumenta a punição para quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais. Agora, como define o texto, o crime tem como pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda.

Fonte: Hypeness

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.