Voluntários arrecadam 1 tonelada de comida para animais do Pantanal

Voluntários arrecadam 1 tonelada de comida para animais do Pantanal
Centenas de alimentos foram arrecadados. (Foto: SOS Animais Pantanal)

Pelo menos uma tonelada entre frutas, verduras e ovos foram arrecadados em menos de uma semana de ação do grupo SOS Animais do Pantanal MS, criado para angariar alimentos aos bichos pantaneiros que, diante das queimadas, estão sem ter onde se alimentar ou com área de alimentação escassa.

A ação começou na última segunda-feira, e segue pelos próximos três meses segundo uma das idealizadoras, a professora de Biologia, Flávia Maciel Conceição, 45 anos. Ela conta que a iniciativa surgiu porque irmã de uma outra idealizadora começou o mesmo trabalho em Mato Grosso e resolveu fazer o mesmo.

Na última quarta-feira, o ponto de coleta foi um galpão refrigerado no bairro Monte Castelo. Já hoje, recebimento ocorreu na Escola Municipal Eduardo Olímpio Machado, no Coophavila II, mesmo local onde mais alimentos serão arrecadados na próxima segunda-feira, 5. O recebimento ocorre apenas entre 8h e 11h.

O grupo ainda não tem ponto fixo de coleta e conta com parcerias para tal. “O ponto no Monte Castelo vai receber alimentos duas vezes no mês, mas estamos em busca de pontos fixos”, disse.

O primeiro carregamento sai, se tudo der certo, no domingo de manhã de indústria de sucos na Vila Progresso, onde os alimentos são mantidos refrigerados. Parceria com empresa do MT vai garantir o transporte até Corumbá.

Mais doações – Na Escola Municipal, a direção buscou contato do grupo por conta de projeto interno chamado “Tribos, nas trilhas da cidadania”, reconhecido pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) e credenciado pelo Facebook.

Assim, na próxima segunda-feira, entre 8h e 11h, as doações podem ser entregues na escola, que fica na Rua Lúcia Martins Coelho, 793, Coophavila II.

Os alimentos que podem ser doados são: abacaxi, banana, caju, chuchu, goiaba, laranja, maçã, mamão, melancia, melão, milho e ovos.

Flávia comentou ainda que ao chegarem no Pantanal, os alimentos serão dispostos em área próxima a acesso de água, que é onde os animais costumam ficar concentrados. “Pois por conta do incêndio, será difícil para os animais conseguirem alimentos sozinhos”, explicou.

Para mais informações, o contato é (67) 98132-6290, da Flávia. O mesmo grupo atua em conjunto com voluntários em Corumbá. Lá, as doações podem ser feitas na sede da PMA (Polícia Militar Ambiental) e na Academia Templários, na Rua Gonçalves Dias. 

Por Lucia Morel 

Fonte: Campo Grande News

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.