Voluntários e associações que cuidam de animais abandonados pedem políticas públicas e novos abrigos em Uberaba, MG

Voluntários e associações que cuidam de animais abandonados pedem políticas públicas e novos abrigos em Uberaba, MG
Número de cães abandonados tem chamado a atenção de moradores em Uberaba — Foto: Reprodução/TV Integração

A quantidade de cães e gatos abandonados nas ruas de Uberaba tem chamado a atenção de moradores e das associações que protegem os animais na cidade. Com isso, voluntários que atuam nessas instituições têm cobrado políticas públicas e pedem investimentos e novos abrigos no município.

A voluntária Janaína Coutinho, que atua na Sociedade Uberabense de Proteção Animal (Supra), explica que a entidade foi criada, inicialmente, para cuidar de 200 animais abandonados ou vítimas de maus-tratos. Porém, a organização fechou o mês de fevereiro com mais de 800 bichinhos acolhidos.

“É preciso conter o número de animais abandonados, por meio de políticas de castração, sensibilização da população e da posse e guarda responsável”, afirmou Janaína em entrevista à TV Integração.

VÍDEO: MP acompanha situação de políticas públicas para animais abandonados em Uberaba

A situação se tornou mais preocupante com as denúncias de maus-tratos registradas neste início de ano. Na última sexta-feira (25), por exemplo, 9 cães foram queimados vivos em um terreno baldio na cidade. O suspeito de ter cometido o crime ainda é procurado.

“A causa animal em Uberaba só tem regredido. Já foram feitas diversas promessas, mas nenhuma delas foi cumprida”, afirma Milena Castilho que cuida de gatos abandonados desde 2015.

Ações

De acordo com a Promotoria de Justiça do Meio Ambiente das Bacias dos Rios Paranaíba e Baixo Rio Grande, Uberaba dispõe, hoje, de mais de R$ 1,3 milhão no orçamento para investir em políticas públicas para o cuidado com os animais.

O órgão afirmou à TV Integração que a Prefeitura vai esperar o feriado de carnaval passar para utilizar a verba nessa área.

Além disso, há um Projeto Regional em Defesa da Vida Animal (Prodevida). Nesse âmbito, o Ministério Público, com recursos da ordem de R$360 mil, que vieram de medidas compensatórias ambientais, já disponibilizou para Uberaba uma Unidade Móvel de Esterilização e Educação em Saúde (UMEES).

Fonte: g1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.