Voluntários reclamam de falta de apoio com cuidados aos animais abandonados em Pouso Alegre, MG

Voluntários reclamam de falta de apoio com cuidados aos animais abandonados em Pouso Alegre, MG

Há meses, representantes de movimentos de defesa animal tentam chamar a atenção da prefeitura de Pouso Alegre (MG). Segundo os voluntários, falta apoio da atual administração em serviços como recolhimentos de animais de rua, castração e socorro.

As principais reclamações são sobre o ônibus de castração e o serviço chamado de Samu Vet. O ônibus, adaptado para realizar procedimentos de castração na cidade, está parado no pátio da prefeitura. Já o Samu veterinário, para atendimento de urgência e emergência, também está sem funcionar desde a última gestão.

“O Samu Vet é um carro que antigamente era usado para resgate. Hoje, ele virou um carro do bem-estar animal. Ele era usado num plantão 24 horas. E hoje ele não tem mais serventia”.

Recentemente, um protesto organizado pelo movimento independente pelo direito dos animais na praça Senador José Bento reuniu pessoas com cartazes, reivindicando proteção dos animais abandonados. Foi feito um abaixo assinado com o tema, que será encaminhado à prefeitura.

“A gente fez várias vezes tentativa de falar com a prefeitura, fizemos ofício, e o prefeito não respondeu. Então a gente quis expor para a população a omissão da prefeitura”, explica a representante do movimento animal, Valdene Rosa.

Por nota, a assessoria de imprensa informou que as atividades do centro de bem estar-animal, para onde são levados os animais recolhidos, continuam normalmente. Porém, as instituições de proteção animal da cidade contestam essa afirmação.

Sobre as castrações, a administração argumenta que a população carente precisa preencher um requerimento com o pedido, que passará por análise. Já em relação ao ônibus, a prefeitura não enviou resposta.

Fonte: Portal Itajubá

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.