Voluntários resgatam cadela atropelada e pedem ajuda para tratamento e adoção, em Cuiabá, MT

Voluntários resgatam cadela atropelada e pedem ajuda para tratamento e adoção, em Cuiabá, MT

Por André Garcia Santana

MT cuiaba cadela cirurgia parafusos91209Atropelada e abandonada à beira da estrada com ferimentos graves pelo corpo, a cadela batizada como Lila, foi Socorrida na tarde de segunda-feira (30), por voluntários que, após a encaminharem para atendimento emergencial, pedem ajuda para custear seu tratamento. Com várias escoriações pelo corpo, luxação e uma fratura no cotovelo, ela passará por uma cirurgia e receberá pinos e parafusos.

Os procedimentos, que incluem exames, raio x e medicação diária foram avaliados em R$ 1800 reais pela Clínica Anjos da Guarda, onde foi atendida. Na tentativa de mobilizar pessoas que possam contribuir com a recuperação da cadela, a voluntária Ananéri Cassol chegou a divulgar duas constas em agências bancárias, por meio de uma postagem no Facebook, para que os depósitos, em qualquer valor, sejam realizados.

Conhecida por sua dedicação à causa animal, ela foi uma das responsáveis pelo resgate de Lila, e conta, por que ela foi atropelada e abandonada na Rodovia dos Imigrantes, próximo a rotatória do Trevo do Lagarto. Ela explicou ainda que no valor divulgado também estão incluídas as diárias e que já estou devendo bastante o profissional, de outros casos que socorreu.

“Alguém pode pelo amor de Deus dar uma carona para esta cachorrinha q está atropelada? A cadelinha está gritando de dor. Por favor, alguém pode levá-la na clínica Anjos da Guarda, que o veterinário já está esperando?”, dizia um dos trechos do texto publicado ontem, antes do socorro.

Para os interessados em ajudar, as quantias podem ser depositadas no Banco do Brasil, agência 2963-7, conta corrente 32355-1, em nome de Alan Bruno C Cassol. Ou pela Caixa Econômica, agência 0790, conta corrente 3167-9, em nome de César Cassol Jr. Ananéri ressalta ainda que qualquer ajuda é bem vinda e que, caso as pessoas prefiram, também é possível fazer as doações diretamente na Clínica.

Além da mobilização para a arrecadação, a voluntária destaca a importância da adoção, uma vez que o animal precisará de um lar que o acolha depois que receber alta da clínica. “No momento o Estado de saúde dela é estável, mas ainda precisaremos de alguém que a adote no futuro, porque não temos para onde levá-la”, diz.

Fonte: Olhar Direto

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.