Zimbábue: Vinte e dois elefantes envenenados com cianeto

Zimbábue: Vinte e dois elefantes envenenados com cianeto

Sobe para 62 o número destes animais intoxicados no último mês. Os animais são mortos por caçadores furtivos que procuram o marfim das presas. Alguns dos animais mortos são, no entanto, jovens demais e ainda não têm presas.

Zimbabue elefantes envenenados cianeto

Um total de 22 elefantes foram encontrados mortos envenenados com cianeto no oeste do Zimbábue, o que faz aumentar para 62 o número destes animais intoxicados no último mês para obter marfim, foi divulgado esta terça-feira.

Os elefantes são envenenados por caçadores furtivos que pretendem apoderar-se das suas presas para o tráfico ilegal de marfim, mas alguns dos animais mortos no parque nacional de Hwange eram tão jovens que ainda não tinham presas, disse a porta-voz da Autoridade Nacional de Parques e Vida Selvagem do Zimbabué, Caroline Washaya-Moyo, à televisão estatal Zimbábue Broadcasting Corporation.

“Os guardas da Autoridade Nacional de Parques e Vida Selvagem recuperaram 35 presas de 22 elefantes envenenados, enquanto os caçadores furtivos levaram três”, precisou a porta-voz.

A maior parte dos 62 elefantes envenenados com cianeto foram encontrados em Hwange, a principal reserva natural do Zimbabué.

Cinco pessoas foram detidas o mês passado por envolvimento noutro caso de envenenamento.

Até 300 elefantes foram envenenados com cianeto naquele parque natural e arredores em 2013, mas as mortes pararam após uma forte intervenção policial.

Fonte: TSF

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.