Zoo nega abusos contra elefantes em aulas de ioga

Zoo nega abusos contra elefantes em aulas de ioga
Foto: Reuters

Um jardim zoológico na Austrália está a ser alvo de polémica por alegadamente estar a cometer abusos contra os seus animais, neste caso concreto contra elefantes ao envolvê-los em aulas de ioga juntamente com visitantes.
Por 125 dólares, as pessoas podem visitar o programa de exercício do jardim zoológico de Perth e terem uma aula de 45 minutos com um ‘personal trainer’ que inclui 15 minutos de interação com os elefantes.

Para tentar negar tais acusações, funcionários do jardim zoológico divulgaram imagens que comprovam (na sua prespetiva) que no programa os animais não são mal tratados.

Segundo explicam, os elefantes não são obrigados “a fazer truques” para os visitantes, nem “a fazerem alguma coisa que não sejam capazes de fazer ou que não gostem de fazer”.

Uma das cuidadoras alega mesmo que as acusações são “extremamente perturbantes para todos aqueles que se dedicam diariamente ao cuidado destes animais”. “Somos uma organização conservadora e não abusamos certamente dos nossos animais”, garantiu.

Se por um lado há quem critique, há também quem aplauda o programa por este manter os animais felizes.

Por Inês Esparteiro Araújo  

Fonte: Notícias ao Minuto / mantida a grafia lusitana original


Nota do Olhar Animal: É possível imaginar um elefante espontaneamente fazendo ioga no meio da floresta? Trata-se de apenas mais um abuso promovido por zoológicos, entre tanto que ocorrem cotidianamente.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.