Zoo no Japão investiga morte em massa de esquilos por envenenamento acidental

Zoo no Japão investiga morte em massa de esquilos por envenenamento acidental
Imagem ilustrativa de um esquilo no Zoológico do Parque Inokashira - Kakidai via Wikimedia Commons

O Zoológico do Parque Inokashira, em Tóquio, no Japão, abriu uma investigação interna para apurar a morte de 31 de seus 40 esquilos. Segundo as autoridades, os roedores podem ter sido vítimas de um tratamento destinado a matar parasitas.

Conforme relata o The Guardian, os tratadores do zoológico japonês começaram o tratamento antiparasitários nos animais em 4 de dezembro — a medida seria parte de uma precaução sanitária.

Dias após a pulverização de inseticida sobre seus ninhos, porém, um dos roedores de cauda espessa — espécie comum no país — morreu. Nos dias seguintes, outras 30 perdas foram registradas (número registrado até a manhã da última segunda, 11).

A possibilidade de envenenamento induzido por drogas não pode ser negada”, admitiu o zoológico em comunicado.

“Estamos atualmente investigando a causa de suas mortes e observando as condições dos indivíduos sobreviventes”, disseram. O zoo ainda acrescentou que exames anatomopatológicos dos cadáveres estavam em andamento. “Oferecemos nossas mais profundas desculpas”.

O tratamento

Por fim, o Zoológico do Parque Inokashira afirmou que os medicamentos foram usados em doses adequadas e que o mesmo tratamento já havia sido administrado anteriormente. As instalações, porém, foram limpas e reexaminadas antes dos esquilos sobreviventes voltarem para elas — algo que já aconteceu.

Por Fábio Pravedelli

Fonte: Aventuras na História

Nove razões para não visitar zoológicos

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.