Batizado de 'Intruso', cachorro foi atropelado e morto em Registro, SP — Foto: G1 Santos

Motorista causa revolta ao matar cão de propósito em SP; vídeo

Um cachorro morreu após ser atropelado, de forma intencional, por um carro em Registro, no interior de São Paulo. Uma câmera de monitoramento flagrou a hora em que o veículo passou por três cães, retornou e, sem desviar, passou por cima de um deles, que morreu na hora. As imagens foram obtidas pelo G1 nesta quarta-feira (13) e o caso foi encaminhado ao Ministério Público.

VÍDEO: Carro atropela cachorro em Registro, SP

O vídeo mostra um veículo prata trafegando pela rua Minas Gerais, na Vila São Francisco, em Registro. Ele passa tranquilamente pelos animais, que estão no meio da rua. O veículo segue em direção a uma praça, dá a volta e, em alta velocidade, retorna para a rua onde estavam os cães. Sem desviar, ele passa por cima de um dos cachorros e foge sem prestar socorro.

Segundo apurado pelo G1, Duda, Pedra e Intruso são cachorros de rua cuidados pelos moradores da cidade e sempre andam juntos. Os cães costumavam ficar entre as Ruas Minas Gerais e Sibipiruna. Segundo os moradores, eles eram dóceis e brincalhões. Intruso, que foi atropelado, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A cena foi acompanhada pelos moradores, que se revoltaram com o ato intencional, e passaram a fazer buscas pelo suspeito. O grande problema, segundo testemunhas ouvidas pelo G1, é que os moradores não conseguiram anotar a placa do veículo, já que a rua estava escura e chovia bastante.

Intruso foi atropelado e morto em Registro, SP — Foto: Divulgação/ONG GPA
Intruso foi atropelado e morto em Registro, SP — Foto: Divulgação/ONG GPA

Márcia Colla, presidente da ONG Grupo de Proteção aos Animais do Vale do Ribeira, diz que recebeu denúncias dos moradores sobre o ocorrido. Desde então, membros da ONG estão buscando provas para encontrar o autor do atropelamento.

“Ele passou com as duas rodas por cima dele. A vizinhança viu e ficou indignada. Recebemos uma denúncia e passamos a investigar. Reunimos as pistas, juntamos no processo e entramos com representação no Ministério Público em busca da punição do motorista”, explica.

Colla diz que deu entrada no processo e que, agora, aguarda uma resposta definitiva do Ministério Público. Ela não tem dúvidas que o ato foi intencional e espera que o motorista seja encontrado o mais rápido possível.

“Ele era novinho, um vira-lata cuidado pelos populares. A gente lamenta essa cena cruel. Queremos que a ação na Justiça mobilize a sociedade. A gente, enquanto ONG, pode cobrar providências sobre o assunto. Temos a expectativa de que a Justiça encontre ele e que ele seja punido”, fala

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública disse que a representação feita pelo Ministério Público foi encaminhada à Delegacia de Investigações Gerais do município. A autoridade policial instaurou inquérito e realiza diligências em busca de elementos que auxiliem na localização do autor.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.