Casal de cachorros que foi resgatado depois de maus-tratos é adotado em Maceió

Casal de cachorros que foi resgatado depois de maus-tratos é adotado em Maceió

O Beethoven e a Amora, os dois cachorros que foram resgatados com sinais graves de maus-tratos no conjunto Salvador Lyra, em Maceió, nesta semana, estão se recuperando bem e já encontraram um novo tutor. Outros dois cães que também foram resgatados de situação de abandono estão se recuperando na mesma clínica e precisam ser adotados. Eles são o Simba e o Mufasa.

VÍDEO: Cachorros que foram resgatados no Salvador Lyra se recuperam e ganham novo tutor

Os dois resgates dos animais foram feitos com a ajuda da Comissão de Bem Estar Animal da OAB. Só neste ano, 35 animais que sofreram maus-tratos foram resgatados pela comissão. Depois que recebem alta, os animais seguem para abrigos e ficam disponíveis para adoção.

Em três dias de tratamento na clínica veterinária, o macho Beethoven ganhou quase 2kg e a fêmea Amora, 1,400 kg.

O médico veterinário Bruno Eduardo Abreu falou sobre o tratamento.

“O tratamento a partir de agora seria só uma suplementação nutricional desses animais. Eles vão ficar aqui [ na clínica] por mais quatro ou cinco dias]”, explicou o veterinário.

Nesta semana, o casal de cachorros chegou à clínica depois de ter sido resgatado de uma situação de abandono. A Amora estava tão debilitada que não conseguia ficar de pé. Ela ficou desidratada e precisou tomar soro.

E a história da Amora e do Bethoven já tem um final feliz. Eles foram adotados pela comerciante Roseane Rodrigues, que está aguardando os dois receberam alta para levá-los para casa.

“Vai ter muito amor, vão ser livres, vão ser muito bem tratados. Quero até fazer um antes e depois deles. O que passou de ruim, ficou. Eles não viver mais nada do que viveram. Vão conhecer a vida agora, porque conhecer amor, um lar, uma família, os amigos. Vão ter uma vida normal”, contou a nova tutora dos cachorros.

Sobre os outros dois cães que estão na mesma clínica e precisam de um novo lar,

“O Mufasa já está bem. Já tá podendo fazer o tratamento via oral. Já o Simba tirou o soro há pouco tempo”, explicou Letícia Santa Rosa, coordenadora do projeto Loucos por Bichos.

A presidente da Comissão de Bem Estar Animal da OAB, Rosana Jambo, falou sobre os deveres de quem cria um animal.

“A pessoa tem direitos em relação ao animal, mas têm que ser observados os deveres também, assistência veterinária, a castração, que é de suma importância, os medicamentos, vacina, vermífugo, alimentação adequada e condições daquele animal sobreviver de modo digno, sem sofrer aflição, sem sofrer agressão, dor ou qualquer outro tipo de desassistência relativa a maus tratos”, disse Rosana Jambo.

Umas das ONGs que recebe os animais depois que eles recebem alta é a Pata Amada. Atualmente, 50 cachorros esperam na ONG para serem adotados.

A médica veterinária da Pata Amada, Lysanne Medeiros, explicou o que fazer para adotar um animal que está na ONG.

“Vem aqui, olha o cão, o gato. Traz identidade e comprovante de residência. Primeiro é feita uma entrevista para saber se essa pessoa é apta a adoção. Estando tudo certo, ele leva o cãozinho ou gatinho para casa”,

Para saber mais sobre como ajudar os animais, acesse as redes sociais da ONG Pata Amada e do projeto Loucos por Bichos.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.