Ilustrador usa desenhos de animais para advogar pela empatia

Ilustrador usa desenhos de animais para advogar pela empatia

O ilustrador britânico Henry James Garrett estava a fazer um doutoramento em Filosofia quando teve que interromper devido à episódios de ansiedade. Decidiu então fazer aquilo que mais gosta – desenhar – aliando-o a algo em que acredita e que defende: o exercício da empatia. Os animais são os protagonistas das ilustrações de Garrett e dão voz às causas. Os seus desenhos estão agora transformados em postais, quadros para decoração e cartoons de uma revista.

“Que estás a fazer? Estou a tentar ver as coisas a partir da tua perspectiva”
“Estou a fazer um esforço consciente para ocupar um lugar numa sociedade que pune as mulheres por fazer tal”
” – Então porquê que eles não te comem? – Acho que eles usam o nosso cocó para fazer algo”
” – Quem é um bom menino, quem é? – Um menino que faz todos os esforços para desmantelar o patriarcado”
“Olá, sou uma borboleta” – “Olá lagarta. És uma lagarta.” Transfobia
” Os cientistas observaram comportamento homossexual em 1500 espécies animais. Queres torná-lo 1501?”
” – Mamã, como saber quando atravessamos de um oceano para outro? – “Não sabemos. As fronteiras são construções sociais e deves ser cauteloso com quem quer que seja que as levam demasiado a sério.

Fonte: Expresso da Ilhas