Imagem impressionante de chimpanzé resgatado de um laboratório fará com que você reconsidere como nos relacionamos com os animais

Imagem impressionante de chimpanzé resgatado de um laboratório fará com que você reconsidere como nos relacionamos com os animais

Por mais inteligentes que sejam os humanos, temos uma propensão incrível para selecionar e escolher quais informações gostamos de acreditar. Este é especialmente o caso quando se trata de nossa visão dos animais. Acreditamos que nossos cães e gatos são seres inteligentes e emocionais que podem entender e simpatizar com a gente, ao mesmo tempo em que acreditamos que outros animais, como, vacas, galinhas e porcos, são totalmente incapazes dessas coisas e, portanto, perfeitos para o consumo. A realidade é que esses animais são tão capazes de ter as mesmas emoções e inteligência quanto os outros, mas decidimos ignorar esse fato.

Quando se trata de animais que são mais semelhantes aos seres humanos, no entanto, as coisas ficam um pouco mais complicadas. Tomemos por exemplo, os chimpanzés. Esses animais compartilham cerca de 90% do mesmo DNA dos seres humanos e são conhecidos por sua alta inteligência, capacidade de fabricar e usar ferramentas, aprender linguagem de sinais e ter empatia pelos outros. Mas, apesar disso, continuamos a submetê-los a experimentos horríveis em laboratórios ou forçá-los a se apresentar para nós em circos e zoológicos.

Alguns tentam justificar essa desconexão ao destacar as diferenças entre os humanos e os chimpanzés, mas tudo o que é preciso é apenas uma olhada em um chimpanzé para ver que não somos tão diferentes assim.

Burrito é um chimpanzé resgatado que vive atualmente sob os cuidados do Chimpanzee Sanctuary Northwest (CSNW). Ele nasceu em um laboratório, em 1983, e foi mantido como animal de estimação e alugado como um “ato animal” apenas para ser devolvido a um laboratório para uso em uma pesquisa de vacina contra a hepatite. Ele nunca teve a chance de ser um verdadeiro chimpanzé, completamente privado de interação com qualquer outro de sua espécie, e não conhecia nada além de uma vida de servir aos humanos. Após 20 anos dessa triste existência, ele foi por fim libertado no CSNW e sua jornada para aprender o que significa ser livre começou.

Estamos tão felizes que, depois de uma vida inteira de cativeiro, este chimpanzé meigo finalmente experimente a vida que ele merece, no entanto, desejamos que ele nunca tivesse experimentado nenhum sofrimento em sua vida.

Podemos ser uma espécie altamente inteligente, mas quando se trata de compaixão, todos nós podemos melhorar. Nenhum animal deveria sofrer por nossa causa como Burrito. Ao olhar em seus olhos expressivos, você não concorda?

Para saber mais sobre o CSNW e seu incrível trabalho, clique aqui.

Por Kate Good / Tradução de Ana Carolina Figueiredo

Fonte: One Green Planet

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.