Vendaval em Brasília derruba árvores e deixa 4 garças com as asas quebradas

Polícia ambiental resgatou aves feridas na estação experimental da Universidade de Brasília. Garças foram levadas para Centro de Triagem de Animais do Ibama.

229
Policial ambiental resgata garça que quebrou as asas depois que um temporal derrubou árvores em Brasília na madrugada desta quarta-feira (8) (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
Policial ambiental resgata garça que quebrou as asas depois que um temporal derrubou árvores em Brasília na madrugada desta quarta-feira (8) (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

A chuva forte, acompanhada de rajadas de vento de 50 km/h que atingiram o Distrito Federal na madrugada de quarta-feira (8), afetou também os animais da Estação Experimental Biológica da Universidade de Brasília (UnB). Policiais ambientais da PM resgataram cinco garças feridas com a queda de árvores no local; quatro delas quebraram as asas.

As aves foram recolhidas no final da manhã e levadas para o Centro de Triagem de Animais Silvestres. Segundo os policiais, apenas uma das garças não ficou machucada. Um funcionário da UnB disse que elas se feriram depois que o vento derrubou vários pés de eucalipto na área usada para estudos e pesquisas da universidade.

Garças que quebraram as asas depois de temporal em Brasília foram foram levadas para o Centro de Triagem de Animais do Ibama (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
Garças que quebraram as asas depois de temporal em Brasília foram foram levadas para o Centro de Triagem de Animais do Ibama (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Sem aulas

Também nesta quarta, a UnB liberou aproximadamente 1,2 mil alunos da sala de aula por causa da chuva. Um curto-circuito no quadro responsável por encaminhar energia aos pavilhões João Calmon e Anísio Teixeira, no campus da Asa Norte, foi atingido pelo temporal e deixou os prédios sem energia elétrica.

A falta de energia também atrapalhou o funcionamento no Hospital Universitário de Brasília, que precisou acionar os geradores. Áreas essenciais como UTIs adulto e neonatal, centro obstétrico e unidades de internação foram afetadas.

“Os pacientes com consultas e cirurgias agendadas para esta manhã estão sendo avisados e terão os atendimentos remarcados”, informou o hospital.

Pavilhão da UnB interditado (Foto: Tainá Ferreira/Arquivo Pessoal)
Pavilhão da UnB interditado (Foto: Tainá Ferreira/Arquivo Pessoal)

Entenda

Os temporais são formados devido a uma área de baixa pressão que atinge a região Centro-Oeste. “Isso favorece a formação de muitas áreas de instabilidade, joga o ar quente e úmido da superfície para cima e favorece a formação das Cumulonimbus, as nuvens de temporais”, informou o meteorologista César Soares.

De acordo com o Climatempo, uma rajada de vento de 50 km/h é considerada forte. “Já consegue provocar estragos pequenos em telhados e até mesmo a queda de algumas árvores que estejam comprometidas.”

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.