Pescocinho está internado e passando por tratamento em clínica de Cabo Frio, no RJ — Foto: Carol Midori/ Arquivo Pessoal

Cão apelidado de ‘Pescocinho’ por causa de ferida grave comove web e mobiliza campanha para salvá-lo

A história de um cão apelidado de ‘Pescocinho’, por conta de um grave ferimento que tomou boa parte do pescoço do animal, está comovendo os internautas após campanha criada na web por uma protetora dos animais para tentar salvar o bichinho.

“Queriam matá-lo, porque ele estava pelas ruas com mau cheiro. Por isso eu estava apavorada querendo achá-lo pela cidade para que ele não fosse sacrificado”, contou Carol Midori.

O cachorro foi resgatado no dia 24 de julho, após uma semana de buscas, no bairro Unamar, em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, apresentando, além do ferimento, infecção, anemia e doença do carrapato.

O animal está internado em um clínica veterinária do município e, apesar de não ter previsão de alta, se recupera bem com a ajuda de doações que já recebeu e que vão ajudar nas despesas.

A protetora contou ao G1 que o ferimento de ‘Pescocinho’ pode ter sido causado por uma briga com outro cachorro.

“Ela foi infeccionando, até que ficou desse jeito ou pode ter sido algum impacto forte que ocasionou em algum ferimento e foi se agravando, conforme o tempo, por falta de tratamento”, disse Carol.

Pescocinho já está melhor e segue internado em Cabo Frio, no RJ — Foto: Carol Midori/ Arquivo Pessoal
Pescocinho já está melhor e segue internado em Cabo Frio, no RJ — Foto: Carol Midori/ Arquivo Pessoal

Em uma publicação da protetora na rede social sobre os cuidados que ‘Pescocinho’ precisa, diversas pessoas comentaram se oferecendo para doar os remédios.

“Sem a ajuda deles eu não ia conseguir cuidar dele, nem arcar com as despesas sozinha. Estamos conseguindo cuidar do Pescocinho e de tantos outros animais graças à colaboração de cada um, a ajuda das pessoas é muito importante para essa causa”, disse Carol.

Internautas oferecem ajuda com medicamentos — Foto: Reprodução Facebook
Internautas oferecem ajuda com medicamentos — Foto: Reprodução Facebook

Carol explicou que as expectativas são boas em relação à recuperação do ‘Pescocinho’.

“Ele está sendo muito bem tratado, já está até comendo. Quando eu o levei para o veterinário, ele não comia nada e estava com medo e dor”, disse.

A protetora contou que quando ele tiver alta, será castrado, vacinado e disponibilizado para adoção.

Por Larissa Vilarinho, G1 — Cabo Frio (estagiária sob a supervisão de Ariane Marques)

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.