Uma caça a cervo 'dos sonhos' com Donald Trump Jr. está sendo leiloada por um grupo de caçadores de troféus

Uma caça a cervo ‘dos sonhos’ com Donald Trump Jr. está sendo leiloada por um grupo de caçadores de troféus

Donald Trump Jr. está sendo criticado por organizações dos direitos dos animais por haver prometido levar o vencedor de um leilão numa viagem de caça de sete dias ao Alasca (EUA), fato ocorrido numa venda patrocinada por um grupo de caçadores de troféus.

A expedição sediada num iate assistirá Trump Jr., seu filho e o vencedor do leilão matarem cervos de cauda negra e patos marinhos, de acordo com o site do leilão.

A licitação para a viagem já havia ultrapassado os US$ 10,000 quando este artigo foi escrito. O leilão, patrocinado pelo Safari Club International (SCI), também inclui viagens para matar búfalos no Zimbábue e atirar em elefantes na Namíbia.

A expedição está planejada para acontecer em novembro, mesmo mês em que o pai de Trump concorrerá à reeleição presidencial.

“Este ano nós contaremos com a presença de Donald Trump Jr., um homem que não necessita de apresentação, e alguém cuja paixão pelas atividades ao ar livre o torna o embaixador número um de nosso estilo de vida,” está escrito no catálogo.

Trump Jr. é um caçador assíduo, que publica imagens de si mesmo regularmente com armas nas mídias sociais.

Fotos publicadas em 2012 pelo site Gothamist mostram-no segurando o rabo de um elefante, que o site disse serem de uma caçada em 2011 no Zimbabwe.

Trump já foi criticado por estas atividades no passado por grupos de bem-estar animal, e muitos também criticaram a venda pela SCI na terça-feira.

“Propagandeada como uma “caçada dos sonhos”, esta viagem de caça não será nada mais que um pesadelo para os cervos de cauda negra da cidade de Sitka, no Alasca, e para os patos marinhos, que serão os alvos das armas de Donald Trump Jr. e de quem mais aderir a este entusiasmo doentio,” argumentou Jeff Flocken, presidente da Humane Society International, à CNN.

Ele acrescentou: “Matar por diversão não é moral. E também não é conservação. Ponto final.”

O leilão estava marcado para coincidir com a convenção anual da SCI que começou no dia 5 em Nevada. Há relatos que sugerem que Trump Jr. discursaria no evento. A CNN entrou em contato com a SCI e com a Organização Trump para ouvir suas declarações.

A SCI faz campanha contra os esforços para se proibir a importação de troféus de caça no mundo todo e defendeu que a caça aos troféus “ajuda a vida selvagem e as economias locais.”

Em 2017, o Presidente Trump qualificou a caçada de troféus como um “show de horrores”. Mas sua administração sinalizou uma abertura ao permitir a importação de alguns troféus de animais de maior porte com baseada em análise caso a caso, e no último ano aprovou a importação de um troféu de leão.

A decisão de permitir algumas importações veio como uma reação pública ao desmantelamento das restrições da era Obama à importação de troféus de elefantes e leões de alguns países africanos pela Secretaria de Serviços de Pesca e Vida Selvagem.

O porta-voz de Trump Jr. declarou à CNN: “Don aguarda ansioso para discursar sobre caça e a importância da conservação na convenção do Safari Club e também está orgulhoso por agregar Brian Wilson à longa lista da elite liberal de Hollywood, que ele estimulou com sucesso.”

No dia 3, Wilson, o fundador da banda Beach Boys, pediu a seus fãs que boicotassem a apresentação de seu antigo grupo na conferência, dizendo que ele “se opõe enfaticamente” à caça aos troféus.

Ele publicou no Twitter um link de uma petição contra a apresentação, acrescentando que “não há nada que possamos fazer pessoalmente para impedir o show.”

Tradução de Sônia Zainko

Fonte: Fox 43

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.