Polícia desmonta rinha e multa jovem em R$ 95 mil em MG

Mais de 103 aves foram encontradas em chácara; ninguém foi preso.

99
Animais foram encontrados enjaulados e alguns apresentavam sinais de luta recente / Foto: PM Meio Ambiente/Divulgação
Animais foram encontrados enjaulados e alguns apresentavam sinais de luta recente / Foto: PM Meio Ambiente/Divulgação

Na manhã do último domingo (3), a Polícia Militar de Meio Ambiente localizou e fechou um local utilizado para rinha de galos. A prática é considerada uma contravenção penal por maus-tratos aos animais. Um jovem de 21 anos foi identificado como o organizador das lutas e recebeu multa administrativa no valor de R$ 95.892,44. Ninguém foi preso.

No local, uma chácara às margens da BR-050 no sentido Uberlândia a Uberaba, os militares encontraram três arenas onde aconteciam os combates entre os animais, acomodações para o público, balança de precisão para pesagem dos galos, quadro negro com anotações de apostas e relógios de parede utilizados para controle dos tempos das lutas.

Apesar de não ter flagrado nenhuma briga em andamento, a PM constatou que as arenas estavam sujas de penas e com sinais de combate recente. Além disso, foram apreendidos 103 galos que se encontravam em jaulas individuais, acompanhados de bolsas de transporte e identificação dos tutores, que estavam no local.

Dentre os animais, dois foram localizados em estado grave graças à prática da rinha. Um deles ficou cego dos dois olhos. Ainda, foram apreendidos seringas, medicamentos e rolos de esparadrapo.

Os policiais conseguiram abordar cerca de 60 frequentadores do evento, mas ninguém foi detido. Outros 20 conseguiram fugir pelos matagais e não foram localizados.

Para os militares, chamou atenção, ainda, o fato de que parte dos frequentadores participava de um churrasco, fazendo uso de bebida alcoólica, demonstrando completa indiferença com o sofrimento das aves no local.

Fonte: Jornal Diário do Comércio

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.