Possível retorno dos rodeios a Sorocaba (SP) vira polêmica nas redes sociais

Possível retorno dos rodeios a Sorocaba (SP) vira polêmica nas redes sociais

O agendamento de uma audiência pública para debater o projeto de lei 285/2018, de autoria do vereador Luis Santos (PROS), tem gerado polêmica nas redes sociais. Tudo porque o parlamentar busca a volta de provas equestres na cidade, o que os ativistas da causa animal entendem como exploração dos equinos e um passo na direção do fim da proibição dos rodeios em Sorocaba. O vereador chegou a ser acusado em suas redes sociais de ser um incentivador da tortura contra animais, após marcar uma audiência pública para a próxima sexta-feira (15), às 19h30, na Câmara Municipal, para abordar o seu projeto de lei.

“Acreditar que eu, como cristão e defensor dos animais como sou, estou promovendo eventos ‘para tortura de animais’ como estão espalhando por aí é um absurdo sem limites. Ou pior, que isso seria por conta de algum ganho financeiro sem qualquer prova que justifique tal acusação”, defendeu-se o vereador.

Luis Santos justifica o apoio à ideia como uma forma de fomentar a atividade turística do município. “Como presidente da Comissão Permanente de Turismo da Câmara, fui procurado por pessoas ligadas ao setor para se definir a realização de provas equestres em Sorocaba, preferencialmente na Semana do Tropeirismo que todo ano ocorre na cidade, fechando a Tropeada Paulista que sai de Itararé, até aqui realizada há anos entre as duas cidades”, explicou.

O projeto de Lei 285/2018, de autoria do vereador, altera a Lei nº 8.354 de 27 de dezembro de 2007, sobre o controle de populações animais, bem como sobre a prevenção e controle de zoonoses no Município de Sorocaba. Segundo a alteração, fica permitida a utilização de animais equinos para a prática das seguintes modalidades esportivas: Marcha de Muares e Cavalos, Rédeas, Três Tambores, Apartação, Laço Comprido, Hipismo, Ranch Sorting, Turismo Equestre e Equoterapia.

A causa, porém, não foi bem aceita por defensores da causa animal, por entender que este pode ser um primeiro passo para a volta dos rodeios (por ter provas em comum, como laço e tambores), e também por considerar as provas equestres uma forma de exploração animal. Os ativistas organizaram uma roda de conversa no último sábado (9), para debater o tema, e prometem estar presentes na audiência pública marcada para a próxima sexta-feira (15).

Ovídio Brito participa da prova de laço comprido, que faz parte do rodeio completo. Em Sorocaba, prova não poderá ter utilização de bovinos. Crédito: Guilherme Maranhão/Folhapress

Eles também fizeram várias manifestações nas postagens do vereador, criticando seu posicionamento e acusando de incentivar a prática considerada por eles como tortura animal. O parlamentar foi defendido por alguns seguidores, mas decidiu fazer uma postagem para se defender das acusações. A íntegra você pode ler abaixo.

Em nome da Comissão de Turismo da Câmara, o vereador pediu o agendamento da audiência pública ao presidente da Câmara. A discussão do projeto de lei promete ser acalorada, com transmissão pela TV Câmara.

Veja a íntegra da manifestação do vereador Luis Santos:

ESCLARECIMENTO SOBRE A AUDIÊNCIA PÚBLICA QUE VENDO SENDO VEICULADA, DE FORMA MENTIROSA, COMO VOLTA DOS RODEIOS E “TORTURA DE ANIMAIS “!

A QUEM INTERESSAR:

Infelizmente estamos num tempo em que pessoas, utilizando-se das redes sociais, espalham notícias falsas, acusam, julgam e até agridem sem qualquer verificação real dos fatos. Acreditar que eu, como cristão e defensor dos animais como sou, estou promovendo eventos “para tortura de animais” como estão espalhando por aí é um absurdo sem limites. Ou pior, que isso seria por conta de algum ganho financeiro sem qualquer prova que justifique tal acusação é se colocar em risco de uma ação por calúnia e difamação. A verdade é esta: como presidente da Comissão Permanente de Turismo da Câmara fui procurado por pessoas ligadas ao setor para se definir a realização de provas equestres (com cavalos e mulas, não com bois ou para volta de rodeios como de forma mentirosa está sendo divulgado nas redes) em Sorocaba, preferencialmente na Semana do Tropeirismo que todo ano ocorre na cidade, fechando a Tropeada Paulista que sai de Itararé até aqui realizada há anos entre as duas cidades. Como é de praxe, sempre que um assunto pode ter contraditório ou é polêmico, informei que SÓ ENCAMINHARIA A PROPOSTA APÓS A REALIZAÇÃO DE UMA AUDIÊNCIA PÚBLICA A FIM DE OUVIRMOS OS ARGUMENTOS PRÓS E CONTRAS QUE NORTEASSEM A VOTAÇÃO PELOS VEREADORES/ AS. E assim foi feito, sendo esse o melhor trâmite democrático para que a proposta vá ao plenário. Em outras palavras, com isso, proporcionei a todos os interessados que, de forma transparente e justa, participassem e opinassem sobre o tema ANTES DA PROPOSTA SER VOTADA. Tivesse eu outros interesses, inclusive financeiro, como caluniosamente estão afirmando por aí, teria agido às escondidas e não da forma aberta, democrática e transparente como está proposto, via audiência pública. Quem conhece de fato minha história de vida, sabe que nunca estive envolvido com esse tipo de conduta inclusive nos 10 anos de mandato na Câmara. O que não aceito é ser agredido de forma covarde como estou sendo por ter agido da maneira correta dentro do processo legislativo. Convido a quem interessar que participe da referida audiência e também veja a lei de proibição de rodeios em Sorocaba, porque muita gente está me acusando e agredindo sem nem ao menos conhecê-la para entender o porquê assim agi. Obrigado a quem ler e compartilhar essa minha publicação pelo bem da verdade!

Fonte: Jornal Ipanema


Nota do Olhar Animal: “Democrático” teria sido o senhor vereador LUÍS SANTOS (PROS), da cidade de SOROCABA, interior de SP,ter escutado a sociedade, especialmente os protetores de animais, ANTES de propor este projeto de lei INDECENTE e IMORAL Os interesses econômicos não podem ser colocados acima da ética, da civilidade. Que a população de Sorocaba mostre todo seu repúdio a este RETROCESSO que seria a volta de atividades que causam sofrimento aos animais e que jamais volte a eleger o senhor LUÍS SANTOS (PROS) para outro cargo público.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.