Audiência pública realizada na Câmara Municipal de Santarém debateu o crime de maus-tratos a animais — Foto: Reprodução/TVTapajós

Audiência pública discute ações de combate de maus-tratos a animais em Santarém, PA

Os maus-tratos aos animais foram tema de audiência pública realizada na tarde de terça-feira (26), na Câmara Municipal de Santarém,oeste do Pará, com a participação de integrantes do Ministério Público Estadual, secretarias municipais, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PA) subseção Santarém, Polícia Civil, Batalhão Ambiental e ONGs de proteção aos animais.

Os casos de violência contra animais têm aumentado na cidade, preocupando quem luta para a diminuição dos maus-tratos.

Segundo o chefe de fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) de Santarém, Arlen Lemos, é um tema relevante devido à demanda estar sendo crescente. “O órgão ambiental tem tomado medidas para cessar esse tipo de crime, e em parceria com a polícia ambiental tem se esforçado para autuar quem contribui com este crime”, declarou.

Os representantes de ONGs relataram situações e dificuldades enfrentadas por eles diariamente. Segundo eles, os principais problemas envolvem a falta de serviços gratuitos para castração química de cães e gatos, e ausência de legislação voltada para animais de carga.

Segundo a secretária de Saúde, Dayane Lima, há uma mobilização para correção dessas carências. Ele disse que foi apresentada uma emenda do programa castramóvel, destinado ao controle populacional de cães e gatos, estipulado no valor de R$ 120 mil. A expectativa é que o recurso seja liberado ainda este ano para começar a realização dos trabalhos.

“É muito importante a castração dos animais para evitar a procriação e o aumento do volume, então, assim que a gente conseguir captar o orçamento vamos fazer todo esse controle de natalidade desses animais, trabalhando nos bairros mais carentes onde as pessoas não têm condições de castrar seus animais”, afirmou.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.