Cachorra é resgatada cega e com tumores na barriga em Campinas, SP

Cachorra é resgatada cega e com tumores na barriga em Campinas, SP

Uma cachorrinha, que ganhou o nome de Alice, precisa de ajuda para uma cirurgia de retirada de tumores na barriga. 

Ainda não se sabe se é câncer. Terá que passar por biópsia. O que se sabe é que os tumores estão tão grandes que já comprimem um dos rins – que talvez também tenha que ser retirado. 

A cachorrinha está internada na Agrobel, em Campinas, em estado grave. 

Está anêmica e com infecção. Talvez não sobreviva à cirurgia, mas, se não for operada, certamente morrerá. 

“Não temos escolha. Ela terá que ser operada. As chances são muito pequenas, mas não vamos desistir sem tentar salvá-la”, afirma a enfermeira Marynes Silva, quem a resgatou. 

Alice foi socorrida agonizando em uma favela na região sudeste da cidade. Estava pingando pus pela vagina e com um dos olhinhos machucados. Está cega desse olho.  

Alice está internada na Agrobel.

De acordo com moradores do local, levou uma paulada na cabeça.  Foi agredida por um usuário de drogas, porque estava latindo pra ele. Ainda segundo os moradores, o homem bateu na cachorra e a jurou de morte. 

Marynes tinha ido à favela levar ração para outro cachorro depois de receber um pedido de ajuda pelo Facebook. 

No local, encontrou Alice, e a resgatou. 

“O que vimos desestrutura qualquer ser humano que tenha compaixão pelos animais. Um pit bull na corrente, ainda filhote. Cães acuados nos portões. Cães magros, revirando o lixo. Dormem na rua de terra, sem água, nem comida, no relento, sem a menor dignidade”, declara a protetora.  

Cachorrinha está cega de um dos olhinhos.

ABRIGO  

Além de Alice, Marynes cuida hoje de 26 cães – todos resgatados de maus-tratos. 

A protetora fundou o mantém o Abrigo Adorável Vira-Lata, Proteção e Amor. Procura adotantes responsáveis para todos esses bichos. 

Sobrevive de doações, de rifas e de recursos do próprio bolso. Não conta com nenhuma ajuda governamental. 

Só de ração, precisa de 50 quilos por semana (o equivalente a R$ 300,00). 

Precisa também constantemente de medicamentos e de ajuda para arcar com consultas e procedimentos veterinários. 

Só a cirurgia de Alice ficará em tornou de R$ 3 mil. A conta da internação da cachorrinha até o momento é de R$ 900,00.  

AJUDA

Quem quiser ajudar, deve entrar em contato com Marynes pelo WhatsApp (19) 9-9270-5779 ou com a Agrobel da Vila Mimosa (Av. Ana Beatriz Bierrembach, 876 – Campinas). 

Por Raquel Valli

Fonte: A Cidade On 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.