EUA: Reserva animal abate todos os animais antes de encerrar

EUA: Reserva animal abate todos os animais antes de encerrar

Em causa está a decisão tomada pelo responsável Santuário Lion’s Gate – situado no Colorado – que optou por matar três leões, três tigres e cinco ursos.

O caso está a gerar polémica e até mesmo revolta, uma vez que este tipo de santuários são locais que acolhem animais selvagens que foram maltratados ou que estão em perigo de vida.

A diretora do Lion´s Gate, Joan Laub, após dez anos a cuidar de animais garantiu que já não tem condições para os acolher, após os estragos causados pelas sucessivas inundações que ocorreram, afirmando ainda que as autoridades locais não autorizaram a mudança das instalações para outro local.

No entanto, a administração local do condado de Elbert achou estranho a decisão final de Joan, alegando que os outros santuários se ofereceram para acolher animais, ofertas essas que foram recusadas.

O diretor de uma outra reserva animal, Pat Craig, afirmou estar surpreendido com o desfecho do Lion’s Gate, uma vez que se voluntariou para receber os animais.

Fonte: Jornal I


Nota do Olhar Animal: As informações indicam mais um ato criminoso e/ou doentio do que misericordioso, cometido pelo responsável por este local que se auto intitula “santuário”, mas que fere frontalmente os princípios que deveriam nortear uma instituição deste tipo.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.