Gato leva tiro no olho e suplente de vereador é acusado do crime em São José dos Campos, SP

Neste último sábado, um gato siamês passou por uma complexa cirurgia em uma clínica veterinária em São José dos Campos para extrair uma bala de espingarda de chumbo que varou o seu olho direito e se alojou dentro da caixa craniana. O que poderia ser mais um caso de violência contra animais acabou por detonar o processo de revolta entre um grande número de protetores e pessoas.

O autor do disparo foi Chico Cafu, engenheiro ambiental da prefeitura e suplente de vereador pelo MDB, posição conquistada com votos obtidos ao defender a causa ambiental, quando ainda era filiado ao Partido Verde. Seu partido atual emitiu nota oficial via Facebook.

A denúncia feita pela protetora Dandara Pereira Guissoni no Facebook e rapidamente foi compartilhada por dezenas de defensores e pessoas revoltadas com o caso.

Francisco Couto, conhecido como Chico Cafu, é atualmente engenheiro da Secretaria Municipal de Urbanismo e Sustentabilidade de São José dos Campos. Sobre ele recai outras denúncias sobre atentados contra a vida de dois outros cachorros, um deles ficou cego, e de gatos que apareceram mortos por tiros de espingarda de chumbo na zona leste da cidade, na região do bairro Vista Linda.

Ele confessou o disparo que cegou o felino, que se encontra em estado crítico de saúde. Protetores registraram um boletim de ocorrência na Polícia Civil nesta segunda-feira, em que consta que o felino recebeu o disparo ao entrar na casa do ambientalista em sua propriedade rural. Os protetores da cidade acreditam que, com a divulgação, surgirão outras denúncias contra Chico Cafu.

Ambientalista se defende

Em sua defesa, Chico Cafu, que foi flagrado pelos tutores do gato e teve que pagar as custas da cirurgia, comentou com uma protetora o que teria acontecido. “Já expliquei o ocorrido pra vários. Foi um acidente nunca faria isso. Me preocupei com o animal. Depois vou demonstrar. Mas mesmo sendo um acidente, me desculpem”. Ele bloqueou sua página no Facebook, não permitindo comentários ou postagens.

Por Júlio Ottoboni

Fonte: Olhar Animal

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.