Grupo de Curitiba (PR) sai para caçar javalis e um dos integrantes morre após ser confundido com animal

Grupo de Curitiba (PR) sai para caçar javalis e um dos integrantes morre após ser confundido com animal

Um homem foi morto com um tiro de espingarda calibre 12, por volta do meio-dia deste sábado (30), na zona rural do município de Ribeirão do Pinhal, no Paraná. A vítima fazia parte de um grupo de caçadores de Curitiba que estava procurando javalis no local e acabou sendo confundido com o animal.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), o autor do disparo disse que tinha visto o animal correndo no meio do milharal e apenas após o tiro notou que tinha atingido o companheiro.

A vítima foi levada ao hospital em uma caminhonete, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O integrante da equipe, denominada “Diamante”, que acertou o tiro no homem apresentou a arma que teria utilizado para a polícia, assim como os documentos referentes a ela. Os policiais fizeram contato com os outros integrantes do grupo, os quais também apresentaram suas armas sendo elas mais oito espingardas.

Ao todo, um homem foi preso, sete foram encaminhados à delegacia e nove espingardas foram apreendidas.
 
Por Rodrigo Schievenin  

Fonte: Banda B


Nota do Olhar Animal: Defensores da caça no Brasil, quando confrontados com o argumento de que eles nem sabem se o que estão abatendo são javalis ou se são catetos, queixadas, etc., defendem-se dizendo que caçador nunca confunde seu alvo. Este caso noticiado é apenas mais um entre vários em que o “fogo amigo” faz vítimas entre os próprios caçadores. Claro que, em relação aos animais não humanos, pouco importa a espécie caçada, pois a crueldade e injustiça são as mesmas.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.