Seis filhotes têm cerca de 45 dias de vida, segundo ONG. — Foto: Marcel Silva/ONG Amparo Animal

Mulher abandona filhotes de cães em rua de Suzano, SP; veja vídeo

Câmeras de segurança flagraram uma mulher abandonando filhotes de cachorro na Rua José Garcia de Souza, no Jardim Imperador, em Suzano, na manhã do domingo (20). Os animais foram deixados perto da casa de vereador Lisandro Frederico, ativista da causa animal no município. De acordo com o parlamentar, prática criminosa perto das casas de protetores e sedes de ONGs é comum. A polícia investiga o caso.

VÍDEO: Mulher abandona filhotes de cães em rua de Suzano

O vídeo mostra a mulher caminhando ao lado de uma criança de bicicleta. Ela carrega consigo uma mochila com os animais dentro. Ao chegar perto de uma árvore, a suspeita agacha, tira seis filhotes um a um e os deixa no local (assista acima).

O abandono foi no último domingo (19) e o vereador registrou um boletim de ocorrência. “Infelizmente, o caso não é isolado. O abandono de animais perto das casas de protetores, sedes de ONGs, lojas do ramo pet ou clínicas veterinárias é algo muito mais comum do que se imagina”, destaca.

Frederico diz considerar desumano se aproveitar do trabalho da proteção animal para perpetuar uma prática criminosa. “Em todos os casos, nós investigamos e denunciamos os infratores. É uma covardia sem tamanho”.

De acordo com a ONG Amparo Animal, que fez o resgate, os filhotes têm cerca de 45 dias. Eles passaram por atendimento veterinário, foram vacinados e vermifugados. Todos já foram adotados e os novos tutores assinaram um termo de responsabilidade, no qual se comprometem a zelar pelo bem-estar dos animais.

O caso foi registrado na Delegacia Central de Suzano e, segundo o delegado Alexandre Dias, o crime está sendo investigado. Ainda não há informações sobre a suspeita.

ONG Amparo Animal informou que todos os filhotes já foram adotados. — Foto: Marcel Silva/ONG Amparo Animal
ONG Amparo Animal informou que todos os filhotes já foram adotados. — Foto: Marcel Silva/ONG Amparo Animal
Saúde pública

Uma das fundadoras da ONG PAS (Projeto Adote Suzano), Marta Aparecida Rodrigues, explica que este pode ser considerado um problema de saúde pública.

“A pessoa que abandona um animal na rua tem a doce ilusão que alguém vai pegá-lo, mas na maioria das vezes isso não ocorre. Eles ficam a mercê da própria sorte, passam fome, sede e ficam mais vulneráveis a adquirir e transmitir doenças como raiva, leishmaniose e leptospirose”.

A ONG PAS foi fundada em 2013 por professores da região e não possui um espaço físico para abrigar os animais. Por isso, quando resgatados eles são levados para as casas dos voluntários para receber cuidados e, então, vão para adoção nas campanhas.

Atualmente, com a ajuda de 20 voluntários, a ONG cuida de 70 animais abandonados. Marta conta que a ONG se mantém com recursos próprios, doações e dinheiro arrecadado em eventos. “Não temos ajuda do poder público, temos apenas parcerias com clínicas veterinárias para realizar exames nos animais doentes”.

A fundadora alerta para a falta de conscientização da população. “O abandono de animal é crime que dá multa. As pessoas podem fiscalizar também, filmar e até denunciar os infratores. É um ato muito cruel e covarde você abandonar uma vida”.

Crime

O advogado Marco Tanoeiro ressalta que abandonar animais em locais públicos é crime. “Quem comete este tipo de delito está sujeito a punição que pode ir de prisão a multa”.

O artigo 32 da Lei 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais) determina detenção de três meses a um ano mais multa para quem abusar, maltratar, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos, nativos ou exóticos. “A punição é aumentada, de um sexto a um terço, se ocorrer a morte do animal”, destaca Tanoeiro.

Para denuncias de casos de maus-tratos ou abandono de animais em Suzano basta procurar a Secretaria Municipal de Meio Ambiente através do telefone (11) 4745-2055 ou pelo e-mail [email protected]

A Polícia Militar (190) também pode ser acionada. Boletins de Ocorrência devem ser registrados pela Delegacia Eletrônica de Proteção Animal (DEPA) ou na delegacia mais próxima.

Por Bianca Godoi, G1 Mogi das Cruzes e Suzano — Mogi das Cruzes (com a supervisão de Fernanda Lourenço)

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.