Alguns dos resgatados pela ONG de gatos - Facebook/ Toronto Cat Rescue

ONG de gatos resgata mais de 100 felinos em casa no Canadá

Resgatar gatos de rua é uma tarefa muito importante para o controle da população de felinos. Mas a importância da esterilização desses animais é ainda maior para que eles não se multipliquem e isso acabe resultando em mais gatos abandonados. Por isso uma ONG de gatos do Canadá resolveu ajudar um grande número de bichanos que estavam numa casa.

A Toronto Cat Rescue recebeu um chamado urgente de uma mulher dizendo que precisava que a ONG de gatos fosse em sua casa. O motivo era que o número de felinos adultos e filhotes que ela tinha, havia saído do controle. Para a surpresa dos voluntários da organização, a contagem foi de mais de 100 animais no local. A tutora, que não teve seu nome revelado, disse que tentou fazer seu melhor até aquele momento para cuidar dos bichanos.

Apesar de serem muitos, os gatos estavam em boa saúde. Apenas alguns deles tinham pulgas e vermes, mas nenhum deles havia sido castrado, por isso a enorme quantidade de felinos na casa. “Nós retiramos mais de 50 gatos de lá em apenas um final de semana”, conta a publicação da Toronto Cat Rescue no Facebook.

Os animais ficaram muito estressados e confusos quando foram retirados da residência, mas 24 horas depois de chegarem em seus lares temporários, os voluntários que haviam se oferecido para tomar conta deles já percebiam melhoras no comportamento. “Agora a maioria desses gatos já convive melhor com humanos, além de buscarem e darem carinho”, diz a publicação.

Gatos resgatados de casa em Toronto - Facebook/ Toronto Cat Rescue
Gatos resgatados de casa em Toronto – Facebook/ Toronto Cat Rescue

Apesar de no Canadá a lei permitir apenas 6 felinos por casa, a mulher não será indiciada, porque os mantinha em boas condições. Claro que a residência não era um lugar apropriado para que os bichanos morassem, mas eles tinham comida e eram bem tratados mesmo sendo muitos.

A ONG de gatos vai pagar pelas contas veterinárias como vacinação, vermifugação e castração dos animais, mas eles deixam claro que para que esse tipo de resgate seja possível, a contribuição da população é necessária. De todas as situações onde os gatos estavam em superpopulação, essa foi a que teve um final mais feliz, segundo os voluntários da organização.

Fonte: Canal do Pet – iG

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.