PETIÇÃO! Pelo fim da exploração de animais para passeios em Campos do Jordão, SP

PETIÇÃO! Pelo fim da exploração de animais para passeios em Campos do Jordão, SP

CAMPOS DA ESCRAVIDÃO!

No dia 4 de dezembro de 2019 aconteceu algo PÉSSIMO para os animais na Câmara Municipal de CAMPOS DO JORDÃO, SP. Foi aprovado na sessão daquele dia o Projeto de Lei nº 73/2019, que formaliza e visa perpetuar a ESCRAVIDÃO de animais explorados para TRAÇÃO e MONTARIA (especialmente cavalos e éguas) para fins turísticos.

Mesmo sob os protestos de ativistas presentes à sessão e após alertas sobre a existência de alternativas éticas, o prefeito FRED GUIDONI ( gabinete@camposdojordao.sp.gov.br) e o presidente da Câmara, vereador FILIPE CINTRA (vereador.filipecintra@camaracamposdojordao.sp.gov.br), encaminharam a votação e foram os principais responsáveis pela aprovação desta lei danosa para os bichos.

Solicito a ambos que revejam sua posição e atendam às seguintes reivindicações, sem o que considerarei NÃO FAZER TURISMO em Campos do Jordão:

  1. revogação da LEI criada a partir do Projeto de Lei nº 73/2019;
  2. criação de nova legislação, que proíba o uso de cavalos e éguas em charretes, bem como a locação dos animais para montaria turística;
  3. implantação de alternativa às charretes livre de exploração animal, como tuk-tuks, carruagens elétricas ou outra que se mostre adequada;
  4. capacitação dos ex-charreteiros para que se tornem CONDUTORES e operem os veículos que substituirão as charretes;
  5. manutenção da autonomia dos CONDUTORES na gestão dos veículos que substituirão as charretes, mantendo a condição de donos do próprio negócio.
A carruagem elétrica adotada em Petrópolis, RJ, é uma da opções disponíveis.
A carruagem elétrica adotada em Petrópolis, RJ, é uma da opções disponíveis para substituir as charretes.

O avanço do processo civilizatório e a evolução moral da sociedade não são condizentes com a manutenção da escravidão de seres sencientes. Campos do Jordão, importante destino turístico paulista, deve ser um exemplo positivo, abolindo a exploração dos equinos para passeios turísticos como já fizeram, para citar alguns exemplos, Petrópolis (RJ), Paquetá (RJ), Lajeado (RS) e Canoinhas (SC). Aparecida (SP) já anunciou que proibirá os passeios de charretes. Vêm sendo abolido também o uso de carroças tracionadas por animais, como em Porto Alegre (RS), Canoas (RS) e Juiz de Fora (MG).

CAMPOS DA ESCRAVIDÃO! Pelo fim da exploração de animais para passeios em Campos do Jordão, SP

No dia 4 de dezembro de 2019 aconteceu algo PÉSSIMO para os animais na Câmara Municipal de CAMPOS DO JORDÃO, SP. Foi aprovado na sessão daquele dia o Projeto de Lei nº 73/2019, que formaliza e visa perpetuar a ESCRAVIDÃO de animais explorados para TRAÇÃO e MONTARIA (especialmente cavalos e éguas) para fins turísticos. Mesmo sob os protestos de ativistas presentes à sessão e após alertas sobre a existência de alternativas éticas, o prefeito FRED GUIDONI (gabinete@camposdojordao.sp.gov.br) e o presidente da Câmara, vereador FILIPE CINTRA (vereador.filipecintra@camaracamposdojordao.sp.gov.br), encaminharam a votação e foram os principais responsáveis pela aprovação desta lei danosa para os bichos.

Solicito a ambos que revejam sua posição e atendam às seguintes reivindicações, sem o que considerarei NÃO FAZER TURISMO em Campos do Jordão:

1. revogação da LEI criada a partir do Projeto de Lei nº 73/2019;
2. criação de nova legislação, que proíba o uso de cavalos e éguas em charretes, bem como a locação dos animais para montaria turística;
3. a implantação de alternativa às charretes livre de exploração animal, como tuk-tuks, carruagens elétricas ou outra que se mostre adequada;
4. a capacitação dos ex-charreteiros para que se tornem CONDUTORES e operem os veículos que substituirão as charretes;
5. manutenção da autonomia dos CONDUTORES na gestão dos veículos que substituirão as charretes, mantendo a condição de donos do próprio negócio.

O avanço do processo civilizatório e a evolução moral da sociedade não são condizentes com a manutenção da escravidão de seres sencientes. Campos do Jordão, importante destino turístico paulista, deve ser um exemplo positivo, abolindo a exploração dos equinos para passeios turísticos como já fizeram, para citar alguns exemplos, Petrópolis (RJ), Paquetá (RJ), Lajeado (RS) e Canoinhas (SC). Aparecida (SP) já anunciou que proibirá os passeios de charretes. Vêm sendo abolido também o uso de carroças tracionadas por animais, como em Porto Alegre (RS), Canoas (RS) e Juiz de Fora (MG).

**sua assinatura**



Esta petição é uma iniciativa da ONG Olhar Animal, do Santuário Filhos de Shanti, do Santuário Abraço Animal, do Coletivo Vox Vegan e da AIPA, reunidos no Facebook em https://www.facebook.com/groups/cavalosmaltratados/
8,550 assinaturas

Compartilhe com seus contatos:

   

Esta petição é uma iniciativa da ONG Olhar Animal, do Santuário Filhos de Shanti, do Santuário Abraço Animal, do Coletivo Vox Vegan e da AIPA, reunidos no Facebook em https://www.facebook.com/groups/cavalosmaltratados/

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.