Cães são resgatados e suspeitos por maus-tratos presos no São Gerônimo, em Campo Largo, PR

Cães são resgatados e suspeitos por maus-tratos presos no São Gerônimo, em Campo Largo, PR

Uma equipe da Guarda Municipal em apoio a um Oficial de Justiça e componentes de movimentos protetores dos animais, resgataram cães em situação de maus-tratos e prenderam dois suspeitos, no início da manhã deste sábado (02), no bairro São Gerônimo.

Depois de denúncias de maus-tratos aos animais no endereço, a Justiça expediu um Mandado de Busca e Apreensão, que foi cumprido por volta das 08h30min na Rua Jorge Demétrio Paulista. Os GMs da viatura 10 acompanharam o representante do Ministério Público, da Sociedade Protetora dos Animais e Amor Animal, sendo o objeto da busca e apreensão cães da raça golden retriever, instrumentos relacionados a crime ambiental conforme Art. 32 da Lei 9605/98 e Art. 18 e 19 da Lei Municipal 1805/2004.

No local o portão foi encontrado fechado, por diversas vezes foi chamado pelo proprietário, porém ninguém se prontificou em atender a equipe, sendo necessário transpor o muro e somente ao bater na porta apareceram dois homens. Ao serem notificados sobre a ordem judicial eles se demonstraram bastante nervosos, inclusive um deles logo se desvencilhou da guarnição e foi até os fundos da residência. Então um dos agentes o seguiu para evitar que ele pudesse remover indícios ou prova do crime mencionado como objeto da busca, mas ele foi flagrado tentando retirar vários animais que estavam trancados em caixas de transportes.

Ao soltar os animais, estes buscaram por água em locais que a água da chuva estava acumulada. Posteriormente foi permitida a entrada de uma médica veterinária, para averiguar as condições dos animais. Ela relacionou um total de 19 animais, sendo 13 adultos, 04 filhotes de aproximadamente três meses de idade e 04 filhotes lactantes. Devido às condições em que encontravam-se os cães, a profissional constatou a situação de maus-tratos aos animais, conforme laudo emitido. Logo após foi liberada a entrada dos protetores de animais para retirar os cães e os encaminhar para tratamento adequado.

No momento da entrada para a retirada dos animais, um dos moradores começou ameaçar a todos, inclusive empurrando os protetores, ainda afirmando que todos deveriam tomar banho para entrar em sua casa, porque tinham a pele encardida e que iria atrás de todos. Devido aos ânimos alterados e às atitudes agressivas de Charles, de 33 anos, a GM teve que detê-lo usando algemas, dando voz de prisão por injuria racial e ameaça. Após todos os cães serem retirados do local, o responsável pelos animais identificado como sendo Felipe, de 31 anos, recebeu voz de prisão pelo crime de maus-tratos aos animais.

Diante da constatação, os dois suspeitos foram encaminhados para a 3ª DRP de Campo Largo, para serem tomadas as providências necessárias.

Por Célio Vigilato

Fonte: Folha de Campo Largo

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.