FOTO: Erlon Rodrigues/PC-AM

Chegada de festas de fim de ano e férias escolares reacende preocupação com abandono de animais domésticos

Período de férias escolares de estudantes e coletivas de trabalhadores, os meses de dezembro e janeiro reacendem a preocupação de autoridades e de defensores dos animais com o abandono de cães, gatos e outros animais domésticos. Com viagens marcadas e sem ter com quem deixar o bicho de estimação, muita gente acaba o abandonando. A atitude se enquadra no crime de maus-tratos, segundo a titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente (Dema) do Amazonas, Carla Biaggi.

“Muitas famílias viajam nesse período, e por não terem com quem deixar seus animais, acabam abandonando na rua”, enfatizou.

Segundo a delegada, outra atitude comum entre donos e que também é enquadrado como crime é trancar os animais em casa nesse período. O mais frequente é abandonar em ruas desertas ou deixar em sítios. Além do abandono no período natalino, ao longo do ano, outro crime de abandono comum é jogar filhotes de animais em caixas de papelão.

Para punir quem comete esses crimes, a Polícia Civil precisa de ajuda da população. Qualquer informação sobre características que possam identificar o autor dessas práticas é importante. Entre os métodos investigativos, a Delegacia de Meio Ambiente tem analisado câmeras de segurança de casas ou estabelecimentos para buscar a identificação de placas de veículos.

Dezembro Verde – A Dema irá realizar a campanha Dezembro Verde, que visa coibir e diminuir o número de abandonos de animais na capital. “Por conta do abandono, foi instituído o ‘Dezembro Verde’, uma campanha é que feita em todo o Brasil justamente, para coibir este tipo de ação: o abandono dos animais no período de dezembro, período de festas e viagens”, disse Biaggi.

Punição – A punição para quem comete esse tipo de crime é a mesma do crime de maus-tratos, ressalta a delegada. “A detenção é de três meses a um ano, e multa. Podendo ainda ser aumentada caso ocorra a morte do animal”.

Denúncia – Para denunciar, é possível ir à Delegacia do Meio Ambiente, que fica na rua 27 de Novembro, nº 26, bairro Compensa, na zona oeste de Manaus. O atendimento ocorre das 8h às 17h. Para denunciar por telefone, basta ligar para o (92) 99962-2340.

Apesar de a delegacia receber denúncias por ligação, Carla Biaggi aconselha que o denunciante vá, presencialmente, até a delegacia. “Nós preferimos que a pessoa se dirija até a delegacia, porque assim podemos verificar de forma mais segura o que aconteceu e tirar nossas dúvidas, perguntar exatamente o local”, disse.

“Se a pessoa puder ter provas, ou seja, filmar e tirar fotos do ato criminoso para comprovar, ajuda bastante na apuração do delito”. O denunciante, mesmo sem provas, pode testemunhar a ação ilegal, diz delegada.

*Com informações da assessoria

Fonte: Portal Beiradão

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.